2.7.20

TOM HOLLAND, POR ALGUM MOTIVO



DESCAIXANDO


Ah, finalmente um descaixando. A situação aqui tá muito ruim, minha cidade tá na fase laranja, sem trabalho sem grana sem filmes novos... 
Comprei ''Aves de rapina'' em steelbook. E também o ''Sonic'', ''Star Wars XIX'' e ''Frozen 2'' (esses dois últimos beeem atrasados). ''Dois irmãos'' eu comprei em blue (duplo) porque achei o steelbook sem graça. Vou falar sobre os filmes e seus extras separadamente. Já conferi ''Aves de rapina''. Para julho, apenas 1 lançamento, no final do mês. Torcendo para que a situação melhore até lá.
 

30.6.20

É RAPIDINHO


OS SIMPSONS, FAMILY GUY E BIG MOUTH

PESSOAS BRANCAS NÃO VÃO MAIS
DUBLAR PERSONAGENS DE ETNIA
(ok, isso já tá forçado demais, 
numa dublagem o que conta é uma voz talentosa) 


 ADIADOS NOVAMENTE

MULAN
TENET
MULHER MARAVILHA


PIRATAS DO CARIBE

A DISNEY QUER UM REBOOT COM
MULHERES
E MARGOT ROBBIE
COMANDANDO O ELENCO


MAIS DISNEY

A MONTANHA RUSSA DO FILME
''A CANÇÃO DO SUL''
AGORA SERÁ A MONTANHA RUSSA DA TIANA

 E OS CORVOS FORAM CORTADOS DO FILME
''DUMBO'' NO DISNEY+
(sim, claro, 
apagar filmes clássicos vai acabar com o racismo no mundo...) 


OUT

NIKKI BLONSKY
É LÉSBICA

PATRICIA MARX
TAMBÉM


FILME DO FLASH

CHRISTIAN BALE 
PODE SER O BATMAN
SE O MICHAEL KEATON
NÃO QUISER


A-HÁ, O QUE EU DISSE ANTES?

O SERIADO LOST
ESTAVA PLANEJADO PARA TERMINAR
NA TERCEIRA TEMPORADA


THE BOYS

OS EPISÓDIOS DA
SEGUNDA TEMPORADA
SERÃO SEMANAIS

Netflix - DRAG RACE 12, o final


As drags arrasaram no ''Rusical'' da Madonna. Os info comerciais também foram legais. Gostei da participação do Jeff Goldblum, Daisy Ridley e Whoopi. RuPaul teve problemas para eliminar as últimas drags, todas eram perfeitas, três participaram do último desafio. Perto do final comecei a notar os cortes, cada ep evitava ao máximo de mostrar a Sherry Pie. Ela entrou para o top 4, mas no ep 13 sumiu completamente. Esse ep foi filmado durante a quarentena, as 12 drags se reuniram via chat para conversar sobre a temporada. Fiquei chateado com a saída da Jackie Cox (tenho uma quedinha por nerds). O último ep também teve que ser online. Eu ri muito ao ver que Dahlia Sin, com sua roupa de brócolis, virou um easter egg na temporada.
Essa foi uma das melhores temporadas que já vi, muitas drags eram talentosas, várias mereciam a coroa no final. Meu namorado torcia pela Crystal Methyd, seu musical com passarinhos foi hilário.


 

Netflix - DARK, o final


E fechamos DARK como uma das melhores séries de ficção. Cheia de mistérios como Lost, mas foi escrita de uma só vez, não enrola e sabe quando deve terminar. E nada de furos aqui, nada de paradoxos temporais, nada de contra dizer as temporadas anteriores. A terceira e última temporada nos apresenta novos conceitos, um segundo mundo e linhas temporais opostas que coexistem, quer dizer, pode acontecer de tudo no seriado. Personagens importantes podem morrer e nós temos duas, três, até quatro versões de cada um.

Uma coisa chatinha, na maior parte do tempo, tipo 99% do tempo, não importam as decisões dos personagens. Muita gente quer quebrar o ciclo que se repete, mas aí descobrimos que tudo ainda faz parte do ciclo, os mocinhos estão sempre de mãos atadas. Os segredos são revelados a conta gotas. Nos últimos eps a trama revisita a primeira temporada e nos mostra todos os pedacinhos do quebra cabeças, fechando, realmente, um ciclo no seriado. A resposta para tudo fica para o último ep, uma revelação bem chocante e que faz sentido. O final emociona.
Se fosse um seriado norte americano, que se arrasta por anos enquanto houver audiência, a trama teria se perdido (Lost, alguém?). Dark desatou seus nós e fez isso de uma maneira impressionante.


 

DAVID ORTEGA, NENHUM MOTIVO




27.6.20

CHP CULT


Me lembro do poster: dos mesmos produtores de Jurassic Park. TWISTER (1996) prometia, só se falava dos efeitos especiais (indicados ao Oscar). Representantes da sociedade protetora dos animais visitaram o estúdio, os produtores foram obrigados a provar que aquela pobre vaca voadora que aparece no filme era falsa. Criaturas digitais ainda eram uma novidade.
Esse foi o primeiro filme a ganhar um dvd. É um filme que o meu namorado adora rever (Anselmo, o nome dele é Anselmo, quem escreve no blog é o Alessandro, chega de confusão por aqui). Foi anunciado há alguns dias que Twister vai ganhar um remake e isso me preocupou. Nos anos 1990, quando esses efeitos eram caros e raros, os filmes se sustentavam pela trama e pelos personagens. Hoje, os efeitos fazem uma baita sombra no filme, diminuindo a história e os personagens (só a cara do Dwayne Johnson fica visível), o cinema de ação não tá legal. Não acredito que um remake vai ter a mesma paixão do filme de 1996. Depois de ver o filme passei a curtir todos os documentários do Discovery sobre caçadores de tornados. E o Anselmo, lá do outro lado do Brasil, fazia a mesma coisa.
E por falar em remakes. Antes de Twister estrear nos cinemas, pintou um filme, feito para a televisão, chamado TORNADO, no mesmo ano, com Bruce Campbell, e com uma trama muito parecida.

Netflix - DRAG RACE 12x1-6


Tem um aviso logo no começo da temporada. A drag Sherry Pie foi desclassificada após se envolver num caso de assédio sexual. Ela não vai participar da grande final e suas aparições na temporada, que já foram gravadas, foram editadas. Só percebi isso no ep 6, desde o começo da temporada Sherry Pie ganhou vários desafios e se tornou uma das favoritas dos jurados. Bem, ela é ótima. 
Eu comecei torcendo por Jackie, Gigi e Nicky. Adorei a participação da Leslie Jones, muito engraçada. A temporada teve duas estreias, metade das drags se apresentou no ep 1 e a outra metade no ep 2, no ep 3 a turma se reuniu. No ep 6 pintou o desafio do Jogo da Imitação, eu adoro isso, mas foi uma desgraça, muitas drags pisaram na bola.
Depois veio o desfile baseado em Frozen. Acabei curtindo porque a chata da Aiden finalmente caiu fora, ô criatura sem talento. Infelizmente, não escapei dos spoilers, mas vou continuar assistindo.
 

Netflix - OLHOS DE GATO


Anime de 2020 da Netflix sem, ainda bem, nenhuma influência ocidental. Ainda é made in Japan. O filme conta a história de uma estudante que é apaixonada por um colega de classe. Eu nunca vi uma menina tão assanhada num anime. Mas existe uma boa razão para isso, ela e o garoto já são íntimos.
Depois de alguns poucos minutos de filme, descobrimos que ela tem uma máscara que a transforma numa gatinha. Como gata, ela vai até a casa do garoto e passa um tempo com ele, recebendo carinhos e ouvindo confissões. A família dele está com dificuldades financeiras e ela não sabe como ajudá-lo. Essa vida dupla prejudica a menina às vezes. Na forma humana, ela se afasta das outras pessoas e se torna a maluca da escola. Como gata, ela quer expressar seus sentimentos, mas não consegue falar com humanos.
Mais tarde descobrimos a origem da tal máscara. No meio do caminho a trama passa por uma reviravolta e o filme vira outro filme, uma aventura mágica. 
Muitos cenários são digitais, não curti isso, espero que não vire moda.


 

MOMENTO MUSICAL COM EMMA WATSON