20.1.17

MOMENTO MUSICAL (só para os fortes)

FUCK YEAH, MAIS NUDES DE TEEN WOLF

 RYAN KELLEY



DIGA ''SIM'' ÀS DROGAS


Pra mim foi meio difícil entender por que esse filme foi tão mal recebido. Ele tem alguns méritos. Se trata de um prequel, um prequel de um filme famoso de 1939. E eu fiquei de queixo caído ao ver o quanto esse filme respeitava o original. OZ: MÁGICO E PODEROSO (2013) traz todos os elementos do ''Mágico de Oz'' de 1939. Começa em preto e branco, vemos o mágico James Franco trabalhando num circo. Ele interage com algumas pessoas e depois, quando pisa em Oz, vemos novas versões desses personagens (e em cores). É como quando Dorothy acorda e diz que teve um sonho e ''você estava lá e você também...''.
O filme quer, a todo custo, se conectar ao filme de 1939, ele mostra a origem do mágico de Oz e da bruxa malvada do oeste. Fica meio esquisito quando o filme cria um namorico entre Oz e Glinda, mas não é nada que vai alterar drasticamente o ''futuro''. Aplaudo o filme pela iniciativa, ele poderia ser um prequel do livro, mas resolve ser um prequel do filme produzido pela MGM, e se trata de um filme da Disney (!!!).

Um belo filme de fantasia, ótimos efeitos especiais. A longa duração atrapalha um pouco o ritmo da história.








em cartaz - LA LA LAND


Depois de sete Globos de Ouro e todo aquele blá blá blá sobre o Oscar ... rapaz, acabei indo ao cinema com muita expectativa. E isso foi um erro. Vários musicais da era de ouro do cinema foram homenageados neste filme, mas ele não é um musical bacana. Faltou inspiração nos números musicais, as canções são curtas demais e são poucas. Na segunda metade do filme elas somem e só voltam perto do final. Parece mais um musical para iniciantes. Tirando a parte musical, que às vezes força a barra (socorro Baz Luhrmann, cadê você?), o filme traz pouca história. A única coisa boa no filme são os dois atores.


- Tá começando a ficar meio ... chato...


Emma Stone trabalha num café nos estúdios da Warner, ela quer ser atriz e está sempre fazendo testes, mas nunca é contratada. Ryan Gosling toca piano, adora jazz mas nunca pode tocar suas próprias composições no trabalho. Seu sonho é abrir um bar de jazz. Os dois se encontram e se desencontram e depois de algumas semanas pinta um namoro. Os dois estão correndo atrás de seus sonhos e um está apoiando o outro. É uma história de amor bem simples com altos e baixos e com doses bem moderadas de drama. O final foi bem montado. No quesito musical, apenas o começo do filme se salva. Sei lá, em alguns momentos, chamar o filme de musical parece propaganda enganosa.












FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: idem
ANO: 2016
PAÍS: eua
DURAÇÃO: 2h 8min
DIRETOR: Damien Chazelle (whiplash)
ELENCO: Emma Stone e Ryan Gosling
ESTREIA BR: 19 de janeiro de 2017
VEJA TAMBÉM: ''500 dias com ela''


NA POLTRONA

10 min - vidas paralelas
30 min - sapateado
1 hora - sublime amor
 

17.1.17

FUCK YEAH, TEEN WOLF!

 CODY CHRISTIAN


O cara ficou tão aborrecido com o vazamento desse vídeo que agora tem vergonha de sair na rua. Vergonha? Vergonha de quê?



MAIS TEEN WOLF
 
 Olha a cara de preocupado do Tyler Posey.



ÍNDICE DE MALDADE - AS VILÃS DA DISNEY


NOME: Rainha má (💀💀💀💀💀)
OBSESSÃO: ser a mulher mais bela do mundo.
FICHA CRIMINAL: escravizou sua enteada.
ASSASSINATO: encomendou a morte da enteada e desejou ter seu coração numa caixa. Envenenou a moça e tentou matar sete anões.
STATUS: morta.



NOME: Rainha de Copas (💀💀💀💀💀)
OBSESSÃO: quer que todos façam a sua vontade.
FICHA CRIMINAL: é mentalmente insana.
ASSASSINATO: adora decapitações.
STATUS: ainda no poder.



NOME: LADY TREMAINE (💀💀💀)
OBSESSÃO: casar suas filhas com homens ricos e subir na vida.
FICHA CRIMINAL: escravizou sua enteada com requintes de tortura psicológica.
ASSASSINATO: não matou ninguém, consegue o que quer usando o intelecto.
STATUS: na pobreza.


NOME: Malévola (💀💀💀💀)
OBSESSÃO: fazer da vida de todo mundo um inferno.
FICHA CRIMINAL: lançar maldições por pura diversão.
ASSASSINATO: feiticeira poderosíssima, mas só usa a extensão máxima de seus poderes em último caso.
STATUS: morta.



NOME: Cruella De Vil (💀💀💀💀💀)
OBSESSÃO: peles
FICHA CRIMINAL: matança de animais exóticos e barra ou em vias de extinção. Sequestrou quinze cachorrinhos.
ASSASSINATO: tentou fazer casacos com 99 filhotes de dálmata.
STATUS: sob investigação policial.



NOME: Madame Medusa (💀💀💀💀💀)
OBSESSÃO: encontrar o diamante Olho do Diabo.
FICHA CRIMINAL: sequestro de criança.
ASSASSINATO: usa sua espingarda até para matar camundongos. É a única da lista que já colocou uma criança na mira de uma arma de fogo.
STATUS: deve ter virado comida de crocodilo.



NOME: Ursula (💀💀💀💀)
OBSESSÃO: ser a rainha dos mares.
FICHA CRIMINAL: fraude, mantém dezenas de pessoas em cárcere privado.
ASSASSINATO: tentou matar uma sereia e um príncipe e falhou.
STATUS: morta.



NOME: Helga Sinclair (💀💀💀)
OBSESSÃO: encontrar Atlântida e ficar rica.
FICHA CRIMINAL: passado desconhecido. É a vilã mais jovem da Disney, e também, a primeira vilã loira.
ASSASSINATO: matou seu comandante, mas não foi nada pessoal.
STATUS: morta.



NOME: YZMA (💀💀💀)
OBSESSÃO: se tornar imperatriz.
FICHA CRIMINAL:  tentou envenenar o imperador mas, acidentalmente, o transformou numa lhama.
ASSASSINATO: tentou matar a lhama.
STATUS: virou uma gatinha.



NOME: Mamãe Gothel (💀💀💀💀)
OBSESSÃO: imortalidade.
FICHA CRIMINAL: sequestro de criança e cárcere privado.
ASSASSINATO: apunhalou um cara e o deixou para morrer.
STATUS: morta.

16.1.17

DÊ UMA CHANCE PARA...


TOKYO GODFATHERS é uma animação de 2003, na verdade, é um filmão, você nunca viu nada igual. E tem dvd br!!! O filme foi esnobado pelo Oscar em 2004, por que diabos ''Irmão Urso'' tava no páreo e esse filme não? Entre ''Procurando Nemo'' e ''As bicicletas de Belleville'', eu ficaria com ''Tokyo Godfathers''. O filme é uma espécie de remake de ''O céu mandou alguém'', de 1948, com John Wayne.

Na noite de natal, três mendigos (sim, existem mendigos no Japão), um beberrão, um travesti e uma adolescente, encontram um bebê abandonado no meio do lixo (sim, isso também acontece no Japão). Na cestinha da criança eles encontram uma chave, e assim eles começam a juntar pistas para encontrar a mãe do bebê (eles querem saber por que a criança foi abandonada). No meio de tantas aventuras, o filme arruma tempo para contar a história de cada um, o passado, o presente, e pinta um desfecho na noite de ano novo, o final é espetacular.
Satoshi Kon também dirigiu outro anime legal, ''Paprika'', de 2006. Se você curtiu ''A origem'' (2010), dê uma olhada em ''Paprika''.
 

FILMES QUE VOCÊ NUNCA VIU


Qual filme lançou essa moda de super heróis no cinema? Alguns vão dizer ''X-men'' (2000). Outros vão se lembrar de ''Blade'' (1998). Mas, na verdade, deveria ter sido o Quarteto Fantástico. A Fox ia lançar vários filmes de super heróis na década de 1990. O estúdio tinha os direitos do Homem de Ferro (que seria estrelado pelo Nicolas Cage) e também do Doutor Estranho. Pensaram num filme dos X-men e num filme do Demolidor, ambos foram rejeitados. Havia um filme, de baixo custo, do Quarteto, de 1994. O filme foi produzido mas nunca foi oficialmente lançado.

Então, a Fox resolveu lançar um novo filme do Quarteto, que deveria estrear em 1996. O diretor seria o Chris Columbus. Na trama, vemos os heróis ganhando seus super poderes através dos raios cósmicos, o vilão doutor Destino está com eles (como no filme de 2005). Aí o filme avança alguns anos, os heróis já se tornaram celebridades, Destino agora usa uma máscara de metal (e ele tem um exército de robôs, os destinobôs), e Reed está quase pedindo Sue em casamento.

Destino consegue capturar Johnny e o aprisiona numa máquina. Usando o calor do Tocha Humana, Destino cria um furacão, mexe com o clima e tenta destruir uma cidade inteira com uma tempestade monstruosa. Ele ainda consegue fazer o Coisa voltar a ser humano.
O filme ia ganhar uma continuação em 2000, com Franklin Richards, o filho de Reed e Sue.
No fim das contas, quando o Quarteto ganhou um filme em 2005, e outro em 2007, Chris Columbus foi apenas o produtor executivo.
 

FUCK YEAH, FLASHBACK!



Rodrigo Faro, TPM outubro 2010
pra comer com os olhos
quando ele abre a boca a gente perde o interesse
 

15.1.17

DIGA ''SIM'' ÀS DROGAS


Aqui está um grande exemplo do famoso ''remake desnecessário''. ''O destino do Poseidon'', de 1972, é um filmão. Ganhou um Oscar especial pelos efeitos visuais e uma das atrizes foi indicada (no total foram oito indicações, venceu apenas o prêmio de melhor canção). Hoje, a gente não se impressiona com os efeitos de 1972, mas o elenco faz o filme valer a pena.

O remake de 2006, chamado apenas de POSEIDON, é exatamente o contrário. O filme tem efeitos incríveis, indicados ao Oscar, mas o elenco não ajuda. Ok, tem uma inovação aí, um homopersonagem, o Richard Dreyfuss (milagre, ele não morre), só que o personagem do Kurt Russell dá uma de duro de matar ao lado do Josh Lucas, pronto, os personagens não parecem pessoas reais, como no filme de 1972. Carga dramática = zero, que morram todos.

Na trama, um luxuoso iate é atingido por uma gigantesca onda e vira de cabeça para baixo na noite de ano novo. Os sobreviventes precisam ''subir'' até o casco do navio para chegar na superfície, onde serão resgatados. Não é um filme ruim, existem remakes piores, o jeito é tentar não fazer comparações com o clássico de 1972. Bônus, o bonitinho do Freddy Rodríguez (six feet under) tá no elenco.