8.4.15

POR ONDE ANDA ESSE FILME?


Filmes brasileiros antigos estão entre os mais prejudicados pela Era do dvd. ELES NÃO USAM BLACK-TIE ganhou um vhs em 1987, mas não foi fácil chegar aí. No começo, o filme era uma peça que foi escrita por Gianfrancesco Guarnieri, quando tinha 21 anos em 1955. Na trama, vemos a classe trabalhadora fazendo uma greve e um rapaz, Tião, se vê obrigado a furar essa greve. Ele está para se casar e precisa de dinheiro. A censura dos anos 1960 interditou a peça, não comece a dar ideias aos trabalhadores brasileiros, daqui a pouco eles vão querer fundar um sindicato ou algo parecido. Finalmente, em 1981, a peça foi resgatada e transformada em filme. Gianfrancesco, que fazia o papel de Tião na peça, se tornou o pai do protagonista, interpretado agora pelo gostosão Carlos Alberto Riccelli, que, pra variar, tira a roupa no filme (e por falar nisso, por onde anda ''O princípio do prazer''?). 
E aí o filme sofreu ataques do Partido dos Trabalhadores (é isso aí, o PT). O filme se deu bem melhor lá fora, o diretor Leon Hirszman faturou vários prêmios, inclusive o ''Prêmio Especial do Júri'' no festival de Cannes.

FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: idem
ANO: 1981
PAÍS: brasil
DURAÇÃO: 120 min
DIRETOR: Leon Hirszman
ELENCO: Gianfrancesco Guarnieri, Fernanda Montenegro e Carlos Alberto Riccelli.

1 comentário:

Mike disse...

Nossa! Você me trouxe memórias agora...lembro que arranquei a página que continha essa foto em uma revista qualquer. Guardava ela no fundo do armário para admirar o Ricceli.
Naquela época não havia internet pra ver imagens a qualquer hora!