5.4.17

GALERIA DO TERROR


Um caso raro, o remake é melhor que o original. Não temos uma narração em flashback, nem um cara com cabeça e braço de mosca, sem mencionar a tal da mosca com a cabeça branca do título. E mesmo assim, com outro final, temos um filme bem desconcertante e memorável. Marcou minha infância. Ei, adultos, eu não deveria estar vendo esse tipo de filme, aquela cena do parto me deixou aterrorizado, e por vários dias.
A MOSCA (1986) é um casamento perfeito entre terror e ficção. Ganhou o Oscar de melhor maquiagem. No filme original, de 1958, vemos a máquina de teletransporte criando dois seres. No remake temos um só, mas acompanhamos a terrível transformação de Jeff Goldblum no decorrer do filme. E depois Geena Davis descobre que está grávida do ''mosca'', argh, aquela cena... Às vezes quero rever o filme mas me lembro daquela maldita cena. Ugh. 
E por falar em cenas traumáticas, o filme ganhou uma continuação bobinha em 1989. Eles testam a máquina num cão, o cão fica todo deformado e o garoto, filho do mosca, mata o bichinho. Foi horrível demais pra mim, nem me lembro do restante do filme, e nem quero rever. Ok, me lembro do Eric Stoltz no papel do garoto, tava bonitinho (tinha nudes). Uma parte de mim, ainda adormecida, curtia ver o Jeff peladão no filme de 1986.



1 comentário:

Anónimo disse...

Filme inesquecível para qualquer criança e adolescente daquela época.