6.12.16

DÊ UMA CHANCE PARA...


Vi esse filme nos cinemas em dezembro de 2013, ontem eu estava revendo o dvd (que só foi lançado por aqui em setembro de 2014). Eu achava que poderia entender melhor o final revendo o filme em dvd, porque, ver aquilo no cinema, foi meio estranho, inesperado pra falar a verdade.

UM ESTRANHO NO LAGO é um filme francês de 2013. A trama se passa num lago que é um ponto de pegação gay. Homens nus na areia e sexo casual no bosque. O personagem principal, Franck, está sempre no pedaço. Ele faz amizade com um cara chamado Henri, que fica sempre num canto afastado, nunca conversa com ninguém. Um dia ele nota o bonitão Michel, que está com o namorado. Ao ficar no lago até mais tarde, Franck vê Michel afogando o namorado no lago e indo embora discretamente.

O corpo do rapaz é encontrado alguns dias depois. Franck encontra Michel, faz sexo com ele e se apaixona pelo cara, mesmo sabendo que ele é um assassino. Um investigador aparece no local deixando Michel irritado. Henri não gosta de Michel e começa a temer pela vida de Franck. O final é meio complicado, tire suas próprias conclusões.

O filme não saiu como o diretor queria. O plano era fazer cenas de sexo explícito, ele contratou atores de filmes eróticos para servirem de dublês. Mas nenhum dos atores topou fazer sexo sem camisinha, como pedia o roteiro. Muitas cenas de sexo foram cortadas do filme, que originalmente tinha mais de duas horas de duração. E havia também um final alternativo (o final do filme com alguns minutos a mais), mas nada disso está disponível no dvd br.
 

5 comentários:

Rafael Caribe disse...

Seria legal vc ressaltar que o texto contém spoilers! Conta quase o filme todo no caso kkkkk O filme é bem interessante, para quem não se importa com sexo explicito e finais abertos. O filme recebeu varias indicações ao Cesar, o Oscar Francês, e o protagonista ganhou o prêmio de revelação.

Anónimo disse...

Ainda vou assistir a Um estranho no lago. Alessandro, tem um filme americano da década de 90 - eu acho - que se chama Motoqueiros selvagens. Uma comédia despretensiosa que acaba sendo divertida, com direito até a algumas cenas homoeróticas. Não sei nem como esse filme foi liberado para as tardes da Globo. Acho que estamos ficando mais caretas hoje em dia. A trilha sonora é um show à parte, incluindo o rock Bad to the Bone, de George Thorogood.

Edgar Diniz disse...

Cara, não é o contrário, o Franck que é o assassino? Lembro do garoto chamando pelo nome de Franck, no final, no escuro. Posso estar enganado, claro. Não precisa aceitar esse comentário

ALESSANDRO SKYWALKER disse...

motoqueiros selvagens, eu conheço o filme de 2007 do John Travolta, mas a canção do Thorogood que está no filme é a 'who do you love'

ALESSANDRO SKYWALKER disse...

na verdade um chama pelo outro, Franck é o personagem principal, Michel é o bonitão Christophe Paou de bigode