29.7.16

em cartaz - O BOM GIGANTE AMIGO


A primeira coisa que li sobre esse filme foi ''Spielberg perdeu seu toque mágico''. É verdade que, desde que o cara começou com aquele lance de ''querer ser reconhecido como diretor sério'' (e já foi), ele se deu mal cada vez que tentou voltar pro mundo da fantasia. A gente fica sabendo que o cara está dirigindo um filme como O BOM GIGANTE AMIGO e logo pensa num E.T., um filme que vai agradar adultos e crianças. Acho que é por isso que o filme está recebendo críticas tão ruins, os adultos não estão curtindo. É isso que podemos usar em defesa do filme, ele vai agradar apenas as crianças pequenas (ora, foi baseado num livro infantil). E nós, adultos, só vamos encontrar falhas. Sim, o filme tem alguns problemas. O clima não tá legal, o ritmo também não. Alguma coisa no filme não está em equilíbrio.


ALTAS AVENTURAS


E, de cara, o filme não tem um começo muito legal. Dispensando qualquer tipo de introdução barra apresentações, o filme mostra uma menina num orfanato em Londres. Ela acordou no meio da noite e olhou pela janela. Aí ela viu um gigante andando pelas ruas. O gigante não pode deixar testemunhas, ele enfia a mão pela janela e sequestra a menina, o filme está apenas começando. Ela é levada até o país dos gigantes. O gigante que a sequestrou vai mantê-la prisioneira por toda a vida, ele não é do tipo que come seres humanos. Os outros gigantes que vivem por perto são muito maiores que ele. São estúpidos e canibais, e o gigante amigo sofre bullying por ser diferente. Ele e a menina começam uma grande amizade. O gigante costuma caçar sonhos numa árvore mágica e depois vai até o mundo dos humanos, durante a noite, para colocar esses sonhos na cabeça das pessoas (eu vi um T-rex, esse gigante já passou por aqui). Como eu disse antes, apenas as crianças vão achar o filme mágico. Assim como no livro, o melhor momento é quando o gigante encontra a rainha da Inglaterra. No que diz respeito aos efeitos especiais, o filme é imperdível.













FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: the bfg
ANO: 2016
PAÍSES: reino unido, canadá, eua
DURAÇÃO: 1h 57min
DIRETOR: Steven Spielberg
ELENCO: Mark Rylance e Ruby Barnhill
ESTREIA BR: 28 de julho


NA POLTRONA
10 min - a sombra do colosso
30 min - bonequinha de luxo
1 hora - triste despedida

Um comentário:

Edgar Diniz disse...

Acho que o problema maior está na produtora do castelinho com a estrelinha cadente. Isso acaba com qualquer filme, não importa o diretor