20.6.16

CHP CLASSIC


A protagonista não vai virar um cisne negro, ela dá o melhor de si, ela busca a perfeição, ela quer ser a melhor bailarina do mundo, e toda essa pressão faz o filme terminar de uma maneira bem chocante.
OS SAPATINHOS VERMELHOS é um filme britânico de 1948. A protagonista, Victoria, é descoberta por um famoso produtor chamado Boris. Desalmado, Boris dispensou a talentosa Irina só por que a moça ficou noiva. Ele quer produzir um balé inspirado no conto ''os sapatinhos vermelhos'', de Andersen. Um jovem compositor chamado Julian cuidará da partitura. Pinta um romance ''proibido'' entre Julian e Victoria. Boris não quer que a bailarina se case, ela precisa se dedicar unicamente ao balé. E ele é, secretamente, apaixonado pela moça. Por isso, ele tenta acabar com esse romance entre Julian e Victoria.
A gente assiste o balé inteiro, são quase 16 minutos. Depois da apresentação, Victoria sai correndo ... e você fica de queixo caído com o final.
O filme recebeu cinco indicações ao Oscar, inclusive Melhor Filme. Levou duas estatuetas, trilha musical e direção de arte.











3 comentários:

Wagner disse...

Esse filme é bom. Gostei dele.
A genial Kate Bush se inspirou nesse filme para fazer "The line, the cross and the curve" e o álbum "The red shoes", lançado em 1993 ( se não me engano).

Anónimo disse...

Maravilhoso. Eu temia Cisne Negro por pensar que seria uma cópia moderna desse filme, mesmo que com tema diferente como base.

Ambos são maravilhosos. Eu ainda aguardo um 'O Quebra-Nozes' de peso e qualidade!

Neto Paes disse...

Não entendi o que tá rolando nessa foto...