5.12.15

CHP CULT


A história deste filme começa a exatos duzentos anos. Em dezembro de 1815 foi publicado pela primeira vez o romance EMMA, de Jane Austen. O filme AS PATRICINHAS DE BEVERLY HILLS (ou, clueless, se preferir) foi levemente baseado neste romance. Emma se tornou Cher, uma garota rica que decide ajudar todo mundo. Ela consegue até unir dois professores solitários. Mas ela não é infalível e alguns desastres podem ocorrer sempre que Cher tenta interferir na vida das pessoas.

Assim como Emma, Cher (Alicia Silverstone) é muito mais madura em casa. Sua mãe morreu quando ela era bem pequena. Então Cher precisa tomar conta do pai. Quando finalmente resolve investir em si mesma, ela vai atrás de um namorado e escolhe um garoto bonitinho chamado Christian. Se você reparar bem, há várias pistas no filme que mostram que o carinha é gay, antes da ''trágica revelação''.

Para o papel de Cher, várias atrizes, hoje famosas, foram cotadas. Atrizes como Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow e Reese Witherspoon. Sarah Michelle Gellar recusou o convite porque estava com a agenda lotada. Jeremy Renner quase pegou o papel de Christian e Ben Affleck fez um teste para viver Josh, a paixão secreta de Cher, papel que ficou com Paul Rudd (olha só, a Batgirl e o Homem Formiga juntos).

O filme fez tanto sucesso em 1995 que acabou migrando para a TV no ano seguinte (o seriado teve 3 temporadas) e depois ganhou uma série de livros.

4 comentários:

Anselmo disse...

Cinema lotado, as únicas fileiras de poltronas vagas eram as da frente que literalmente ficavam em baixo da tela. A projeção inteira olhando pra cima fazendo um exercício com os olhos: ou lia as legendas ou via as imagens de tão limitado o campo de visão naquela posição. Cena da high way, eles enumeram os motivos que fazem do Christian gay, pensei comigo "fui descoberto" :P
Recentemente vi o filme com outra dublagem, que parece ser mais antiga que a da globo... gostei mais dessa. Rolling whith the homies é mais legal em português na voz da Tai!!!!

Francisco Almeida disse...

Gostoso

Anônimo disse...

Uma paixão . Assisto esse filme todos os anos (embora 'A Sogra' seja um dos filmes que mais vi entre 2009 e 2015 ~what ever~)

Certa vez fui anotando toda marca que aparecia ou era citada. As if, gente, como não ser um shopaholic ou um deslumbrado pela cultura pop assistindo esse filme?
Ele aparece naqueles 1001 filmes pra ver antes de morrer e justamente por ser megalomaniacamente recheado de tudo que eram referência nos anos 90


https://twitter.com/didts/status/668615106381541376 é uma das preciosidades da minha coleção.

Anônimo disse...

Minha paixão pelo Paul Rudd começou aí. Sem falar que foi um dos primeiros filmes no qual se falava em alguém gay que assisti. :D

ac.ac.