28.11.14

MAMÃE NÃO MACHUCARIA UMA MOSCA


Eu só precisava inventar uma desculpa e conduzir o ''gatãosarado25'' até a calçada. Mas ele foi mais rápido que eu, ele estava com muita pressa. 
- Vamos fazer aquilo que você falou. 
Eu deveria ter lido toda a conversa no chat, esse cara quer fazer alguma coisa e eu não sei o que é. O Felipe não queria o ''gatãosarado25'' dentro de casa, ele estava lá, com medo. O homem devia ter uns 40 anos, e sua altura intimidava qualquer um. Não era gatão, mas não era feio. Antes que eu pensasse numa desculpa, ele foi me empurrando de volta para dentro. Eu tenho essa mania de querer agradar todo mundo, espero que gostem de mim, mas meu corpo é um templo? Quais são as minhas opções?
- Tudo bem, mas vamos fazer aqui no quintal. Minha mãe está lá dentro, temos que ficar em silêncio. 
Dois segundos e as calças dele já estavam no chão.
- Chupa.
Isso não foi um pedido, me pareceu ser uma ordem. Não sou muito fã de sexo oral, não cabe nada dentro da minha boca, até os dentes do siso tiveram que ser extraídos cirurgicamente por falta de espaço.
De repente, um baque na porta. É o Felipe tentando espiar alguma coisa.
- É a minha mãe, eu disse. Ela vai pirar se nos vir aqui. É uma doida religiosa.
Mas isso não afugentou o cara. Ele me levou pro fundo do escuro quintal.
- Chupa, disse ele.
Ainda estamos falando sobre isso?
Dentro da casa, o Felipe percebeu a movimentação no quintal e correu até uma janela próxima de nós. A janela estalou.
- É a minha mãe de novo, acho que ela nos ouviu.
- O que ela vai fazer? Chamar a polícia? Ninguém pode saber que estou aqui, minha esposa vai me matar.
A-ha, seja bem vindo ao meu filme de terror senhor psicopata homofóbico serial killer. 
- Bom, ela ficou meio maluquinha depois que meu pai foi embora. Mas eu costumo esconder as facas da cozinha.
- Meu deus.
Ponto pra mim, ele não viu esse filme.
Comecei a me levantar e ele me fez agachar novamente.
- É rapidinho, ele disse.
E foi mesmo tão rápido que quase não consegui me desviar.
Ele vestiu as calças e correu de volta para o portão, sem olhar para trás.
Quando entrei na casa, o Felipe estava muito bravo. Ele queria que o gatãosarado25 entrasse e fizesse sexo com nós dois. Ficou uma fera comigo porque eu tive o cara só para mim no quintal.
- Em primeiro lugar, ele não é nenhum gatãosarado25 e nós não fizemos nada, tá legal?
Hum, ele bagunçou meu cabelo lá fora, comecei a ajeitar o topete no espelho e aí vi uma gosma na minha camisa.
- Eu vou voltar pro chat e vou encontrar outro cara ...
Ele gozou na minha camisa?
- E você não vai embora, Alessandro...
Ele gozou na minha camisa do ''ataque dos clones'' ?
- Nós vamos fazer sexo a três, que tal?
Ele gozou em cima do mestre Yoda?
- Você ... (eu, quase explodindo) você quer fazer sexo a três?
- Quero !!
- Então arruma mais dois (explosão).
Não gosto de fazer o tipo ''drama queen'', mas bati a porta com força ao sair.
Então, percebi que é possível marcar um encontro através da internet no fim das contas. Eu não deveria ter desistido tão cedo. Entrei num chat, conheci alguém, marcamos, atravessei a cidade, ele não apareceu, foi uma viagem de ônibus legal...

4 comentários:

Homem, Homossexual e Pai disse...

otima estoaria! li do começo ao fim

Raul disse...

Hahahaha! Ainda bem que ele não era o senhor homofóbico psicopata serial Killer!!!

igor frança disse...

Como eu amo esse blog

Anônimo disse...

"Ele gozou em cima do mestre Yoda?"
Muito bom!
Dava pra fazer camisetas com essa frase!