7.11.14

em cartaz - INTERESTELAR


Christopher Nolan e seu irmão Jonathan precisam tomar cuidado. Em certos momentos, eu quase vi um Shyamalan na tela. Na metade drama, o filme emociona apesar de ter alguns diálogos fraquinhos e alguns clichês. Na metade sci-fi, o filme atropela a física para contar uma história legal. Ele começa se arrastando e depois pisa no acelerador bruscamente, deixando de explicar muitas coisas, com uma pressa daquelas pra botar o McConaughey em órbita o quanto antes. Felizmente, INTERESTELAR tem muitas sequências legais que fazem a gente esquecer esses estranhos lapsos de tempo no roteiro. E por falar em tempo, o filme mexe demais com essa dimensão, na tentativa de fazer uma sci-fi cerebral (apesar dos absurdos científicos) e para poder criar reviravoltas.


- Volta pra dentro, Matthew. Seu Tauntaun vai congelar.


No futuro, a comida está escassa. Uma praga atacou as plantações e tempestades de poeira varrem o planeta. Não é um filme com uma mensagem ecológica, porque a humanidade já desistiu da Terra e agora está procurando um novo mundo. Matthew é um fazendeiro, fica difícil saber que tipo de futuro é esse porque o cara não visita nenhuma cidade grande ou fala sobre os avanços tecnológicos da época, logo, não se assuste com o primeiro robô que pintar. A filha de Matthew, Murph, acredita que tem um fantasma habitando a casa da família.
O paizão resolve investigar e um estranho fenômeno o leva até um local secreto onde está aquilo que restou da Nasa. Os cientistas descobriram, perto de Saturno, um buraco de minhoca (um atalho ligando dois pontos distantes do universo) que desemboca em outra galáxia. Nessa galáxia, eles encontraram 3 planetas, orbitando um buraco negro.
Surpresa, Matthew sabe pilotar espaço naves. Ele será o piloto de uma nave que vai visitar cada um dos 3 planetas para ver qual deles pode ser o novo lar da raça humana.
Uma vez que os planetas estão girando ao redor de um buraco negro, o tempo passa de uma maneira diferente em cada um deles. O tempo é a razão de viver do roteiro. Enquanto Matthew está no espaço, acompanhamos o crescimento de seus filhos na Terra. E aí pinta o desfecho loucamente temporal pra fundir sua cuca. O final se arrasta porque o filme não quer deixar nenhuma ponta solta. 
Leve um lencinho e um lanchinho também. 169 minutos? Ver o filme em casa vai ser mais confortável.












FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: interstellar
ANO: 2014
PAÍSES: eua, reino unido
DURAÇÃO: 169 min
DIRETOR: Christopher Nolan
ELENCO: Matthew McConaughey, Anne Hathaway, Wes Bentley, Jessica Chastain, Matt Damon, Mackenzie Foy, Michael Caine, Casey Affleck e Topher Grace.
DATA DE ESTREIA NO BRASIL: 6 de novembro
VEJA TAMBÉM: Contato, o buraco negro, missão Marte, viagem à lua de Júpiter, 2001 uma odisséia no espaço.

6 comentários:

Anónimo disse...

Só não entendi a nota 9. ?

ALESSANDRO SKYWALKER disse...

é um filme legal.
se fosse uma mini série de tv, seria 10

Anselmo disse...

Os filmes do Nolan costumam ser demasiadamente didáticos. Uma enxurrada de informações que acabam por entendiar, isso quando não confundem o expectador. No geral o resultado é satisfatório, mas filmes muito longos tendem a ser cansativos, principalmente quando você precisa de uma aula para entender. Prefiro ver esse tipo de filme em casa, afinal as pessoas ainda não aprenderam a respeitar uma sala de cinema. Assim interrupções por conversas e/ou telefone acontecem nos dois locais, e mesmo não tendo a tela gigante ou o sistema de som, em casa posso dar pause para ir ao banheiro, não perdendo completamente o fio da meada.

Anónimo disse...

Anyway, ainda não assisti, mas acho que eu fico com Gravidade mesmo.

Marcelo Doni disse...

excelente filme assisti no Imax no dia do 1ºshow do Paul em sampa, foi incrível belas imagens, Anne incrível e Matt arrasador eu gostei da hístoria e não achei nada cansativo

Anónimo disse...

Não achei cansativo, o enredo tava muito bom então me prendeu durante todo o tempo, concordo na parte dos clichês e sinceramente não entendi tanta confusão por parte de muitos que não entenderam o filme, ficou tudo muito bem explicado, é prestar atenção mesmo. Maravilhoso, muito melhor do que o já acima citado, Gravidade.