17.3.17

em cartaz - A BELA E A FERA


Ok, como a gente deveria chamar esse filme? É um remake? O trailer entregou tudo, ele tem as mesmas cenas, as mesmas canções e até os mesmos diálogos, fala sério. Eles estão com medo de matar a nossa infância ou algo assim? O desenho animado nunca será esquecido, mas esse filme ... só o tempo dirá. Meio que valeu a pena pela curiosidade ''olha só, é uma versão com atores''. Não é como Cinderela, Malévola ou Mogli. O fato de ser 98% parecido com o desenho pode encantar você ou te deixar de saco cheio, tem cara de versão desnecessária, mas dá pra engolir. O problema é a parte técnica, o diretor Bill Condon já dirigiu ótimos filmes (tirando a saga Crepúsculo), e musicais, mas desta vez parece que seu poder foi limitado pelo estúdio, assim como a Disney também não deixou o diretor Tim Burton fazer uma versão mais assustadora de Alice.





O filme começa com a história do príncipe, mas sem os vitrais, e a feiticeira tem um papel muito maior nesta versão. Ela também amarra algumas pontas soltas do desenho animado, além de enfeitiçar o príncipe e seus criados, ela apagou a memória do povo. Ninguém mais se lembra do príncipe e de seu castelo. A Fera pega o pai de Bela roubando uma rosa em seu jardim (isso foi tirado do conto) e mais tarde Bela toma o lugar do pai na torre da Fera. Através dos criados (a aparência deles não é nada simpática), Bela fica sabendo do feitiço (de parte dele). Ela fica com pena da Fera e dos criados e decide ficar no castelo para ajudar, de alguma maneira.
Temos canções novas e novas versões das canções antigas, mas ninguém mexeu na canção do Oscar. Algumas sequências novas deixam a trama mais interessante, outras são bem ridículas (aquele livro mágico foi de doer). Lefou é homossexual? Uma rápida piadinha lá no final pode ser entendida como uma simples piadinha, essa classificação 10 anos aqui no Brasil é a maior bobagem (o boicote então nem se fala). E, rápida, é a palavra mágica. O filme tem problemas com o ritmo, ele pisa no acelerador em momentos em que deveria estar nos passando alguma emoção.


  









FICHA TÉCNICA 

TÍTULO ORIGINAL: beauty and the beast
ANO: 2017
PAÍS: eua
DURAÇÃO: 2h 9min
DIRETOR: Bill Condon 
ELENCO: Emma Watson, Dan Stevens, Luke Evans, Josh Gad, Kevin Kline, Ewan McGregor, Ian McKellen, Emma Thompson e Stanley Tucci
ESTREIA BR: 16 de março


NA POLTRONA

10min - já vi isso antes
30min - isso também
1 hora - ok, isso é novidade

Um comentário:

Anônimo disse...

Muitas das coisas novas (músicas, alguns diálogos, etc), na verdade, são do musical da Broadway, que fez muito sucesso. Acho que de novidade mesmo, nada tem. Decepcionado com os cantores do dueto de Beauty and the Beast. Celine e Peabo são inesquecíveis.