15.4.16

em cartaz - MOGLI, O MENINO LOBO


Foi complicado encontrar uma cópia 2D legendada, mas valeu a pena. Eu bem que gostaria que a Disney lançasse novas animações feitas a mão, mas parece que a moda agora é essa, adaptar para o live action. Eu não curti Malévola e Cinderela foi apenas bonitinho. Mas MOGLI é incrível, consegue ser melhor que a animação original (hey, é Jon Favreau). A trama recebeu um trato caprichado, os lobos ganharam mais espaço. O garoto enfrenta o tigre sozinho no final. O filme tem o DNA do rei leão (às vezes parece até plágio), ótimos efeitos especiais e dois momentos musicais. Não é a primeira vez que Mogli ganha um filme em live action (o filme de 1994, também da Disney, é meio tosco) e não será a última, só acho difícil a Warner superar agora essa nova adaptação. A história de Mogli não pertence ao estúdio do Mickey, mas quando a gente pensa em Mogli a gente pensa no desenho de 1967. E esse novo filme é exatamente aquilo que a gente esperava ver e muito mais.


Somente o necessário


O filme já começa com Mogli vivendo entre os lobos, sua origem só é contada em detalhes mais tarde. O garotinho é um ótimo ator e é o único humano no filme. O tigre Shere Khan (voz de Idris Elba, vilão nota 10) dá um ultimato para a alcateia de Akela, ele quer devorar o filhote de homem que foi adotado por Raksha (voz de Lupita Nyong'o). Mogli não quer que sua família se machuque, então decide ir embora. Bagheera (voz de Ben Kingsley) vai acompanhar Mogli até a aldeia dos homens. Mas eles são separados por Shere Khan na selva. Mogli encontra a cobra Kaa (voz de Scarlett Johansson) e o urso Baloo (voz de Bill Murray) pelo caminho. Sempre que pode o filme resgata alguma coisa do desenho animado e também do livro de Rudyard Kipling (como a famosa ''Lei dos Lobos''). 
É uma fantasia imperdível para todas as idades. Um dos melhores filmes de 2016, até o momento.













FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: the jungle book
ANO: 2016
PAÍS: eua
DURAÇÃO: 1h 45min
DIRETOR: Jon Favreau
ELENCO: Neel Sethi, Bill Murray, Ben Kingsley, Idris Elba, Lupita Nyong'o, Scarlett Johansson e Christopher Walken
ESTREIA BR: dia 14 de abril

1 comentário:

Anónimo disse...

Também prefiro os 2D, e filmes dublados dão vontade de gorfar, mas estão dizendo que vale a pena o 3D desse filme, que fica ainda mais incrível... Mas como aguentar as malditas legendas em 3D. Dúvida cruel