6.4.16

DÊ UMA CHANCE PARA ...


Ou
DIGA ''SIM'' ÀS DROGAS
Depende de como você vai encarar esse filme. A gente pode dizer que o diretor Baz Luhrmann tentou criar uma fantasia melosa, uma aventura atemporal, um romance que toca ''Somewhere over the rainbow'' a cada dez minutos (é, é exagerado). Talvez uma versão australiana de ''... e o vento levou''.

Também podemos dizer que AUSTRÁLIA (2008) saiu de uma linha de montagem. O filme tem todos aqueles elementos que costumavam valer sete ou nove Oscars nos anos 1990. Um épico bastante forçado e artificial.

A trama se passa no norte da Austrália, durante a Segunda Guerra Mundial. Os japoneses estão atacando e Nicole Kidman precisa da ajuda do Canguru Jackman para defender seu gado e seu rancho.





O cara começa o filme dando uma de Crocodilo Dundee. A gente se sente numa comédia. Depois fica mais sério dando uma de Rhett Butler, enquanto a Nicole dá uma de Scarlett, depois de começar o filme como uma ''moça da cidade mimada e assustada''. E os dois ainda precisam cuidar de um menino irritante. Jackman toma banho com um balde, dá pra ver os pelinhos pubianos, é um filme visualmente bonito, a sequência do ataque japonês é demais. Mas a trama se arrasta, é um (quero ser) épico que cansa a gente porque não sabemos onde o filme quer chegar.
Veja em dvd, sem pressa, em suaves prestações.
Não é um filme que consegue prender você por 2 horas e 45 minutos.

2 comentários:

Anónimo disse...

Olha, para mim é "Dê uma chance para...". O filme me divertiu, me encheu os olhos (porque, né?) e a trama me envolveu. Esse teu post me deu até saudade pois tem muito tempo que eu assisti a esse longa.

Anónimo disse...

meu FILME PREFERIDO, gosto que além de assistir na NET , comprei o DVD