21.1.16

CARA, CADÊ MEU OSCAR?


E agora tem esse pessoal falando de boicote. Vamos boicotar o Oscar ''branco''. Se não tem nenhum negro entre os indicados, se trata apenas de um acidente infeliz. Esse pessoal tá vendo o que não existe. Eu ainda me lembro do Oscar de 2002, teve Denzel, teve Halle Berry, e o Sidney Poitier levou o prêmio honorário, e aí? Por conta de uma infeliz coincidência, tem alguns negros na lista dos ''esquecidos pelo Oscar'' deste ano. E essa postagem é sobre os esquecidos, sem levar em conta a cor da pele.



E começamos pelo Michael B. Jordan em CREED. Eu não achei a atuação do cara muito marcante. Mas tem gente sentindo a falta do Tom Hardy entre os indicados. MAD MAX pode ser incrível, porém, o ator tá bem inexpressivo, culpa do roteiro. Ele conquistou uma indicação de ator coadjuvante por O REGRESSO e isso já tá de bom tamanho. Ian McKellen foi elogiado em SR SHERLOCK HOLMES. O filme recebeu boas críticas mas vai chegar ao Brasil direto em dvd...
Quem vai levar o Oscar? Sem desculpas, esse é o ano do Leo



MAD MAX recebeu dez indicações e a gente sentiu a falta da Charlize Theron.
Quem vai levar o Oscar? Brie Larson já faturou o Globo de ouro por O QUARTO DE JACK



STRAIGHT OUTTA COMPTON foi muito bem elogiado pela crítica. E o filme recebeu apenas uma indicação pelo roteiro. O diretor F. Gary Gray foi ignorado. Assim como Todd Haynes por CAROL, Quentin Tarantino por OS OITO ODIADOS e Ryan Coogler por CREED.
Quem vai levar o Oscar? Possivelmente, Alejandro González Iñárritu por O REGRESSO



E tem gente sentindo falta de STAR WARS. Cinco indicações e nada de ''melhor filme'', ah, colé? é um remake do filme de 1977... CREED, STRAIGHT OUTTA COMPTON e CAROL foram esquecidos. E o NOCAUTE do Jake Gyll-o? DIVERTIDAMENTE também merecia uma indicação. OS OITO ODIADOS e SICARIO. O MACBETH do Fassbender e TANGERINE, falam tão bem desse filme e ele só vai estrear por aqui no mês que vem.
Quem vai levar o Oscar? O REGRESSO, alguma dúvida?

13 comentários:

Latinha disse...


Rapaz, essa questão do Oscar "branco" está rendendo hein...
Você viu isso

http://www.paramocinhos.com.br/2016/01/atriz-afirma-que-will-smith-e-gay-e-que.html

Até

Francisco Almeida disse...

Eu fico espantado quando alguém diz "você está vendo coisa onde não tem", pq o racismo nesse caso é tão evidente cara, tão óbvio quanto 1+1. Talvez não intencional, mas aconteceu. Jennifer Lawrence dnv? Bale dnv? Rooney Mara, por essa atuação terrivelmente comum? Sem ser negro eu sinto vergonha alheia pela escassez de atores negros indicados, imagine para um americano, onde o racismo e as lutas por igualdade no seu país são temas frequentes desde sempre.

Anônimo disse...

Wrong ... Eddie Redmayne vai levar, sendo o terceiro ator de toda a história a levar dois Oscars simultâneos.

gerson filho disse...

Acho que o Inarritu não leva,eles não vão dar dois Oscar de melhor direção seguidos para o mesmo cara.Nunca aconteceu,não acho que comece agora.

alisson disse...

Olá! Sou grande fã do site e o acompanho diariamente. Este, ao me ver, é um site que não mostra apenas homens lindos, mas também informa e ajuda a construir opiniões. Por isso, meu choque ao ler aqui o texto sobre o "oscar Branco"
"Se não tem nenhum negro entre os indicados, se trata apenas de um acidente infeliz"
Não, não é um infeliz acidente. Se trata, mais uma vez, do lugar em que a sociedade põe o negro. A questão vai além se Will Smith e Michael B. Jordan realmente foram ótimos para concorrerem ao Oscar. A questão trata de oportunidades. O autor do texto diz lembrar do Oscar de 2002 por ter tantos negros correndo à estatueta. Quanto tempo faz? De lá em diante quantos outros Oscars teve esse número atores e atrizes negros?
Como fã de série o autor do texto deve ter visto o discurso de Viola Daves ano passado. Nele ela diz que a única coisa que a separa de atrizes brancas é a oportunidade. Se não temos atores e atrizes negros indicados ao Oscar não é apenas porque não foram bons o bastante para tal feito, mas sim porque apesar de termos excelentes atrizes e atores negros, sabemos que pouquíssimos excelentes papéis foram escritas para eles.

Anônimo disse...

Não é infeliz coincidência quando temos Christian Bales e The Hateful Eights ocupando todos os espaços que poderiam ser encaixados por coisas e pessoas melhores

Anônimo disse...

a questão é que, por exemplo, não é possível que alguma atriz negra não tenha se saído melhor ou igualmente bem a j-law, para ocupar o lugar desnecessário dela na lista, essa hype da academia nela tá exagerada já.

Anônimo disse...

tem que se levar em conta o fato de haver poucos atores negros no alto escalão de hollywood,este ano por acaso,nenhum deles apareceu no oscar,é apenas esse o problema

Anselmo disse...

Quem curte cinema deve no minimo saber que a academia é conservadora e tendenciosa. Em sua maioria é composta por homens "brancos", mas existem mulheres e negros em sua compisição, onde o mais alto posto é comandado por uma mulher negra.

A quantidade de atores no mercado, atores que atraem publico e por consequência rentabilidade para os estúdios, são brancos. O que acontece também com os diretores, poucos são negros. Ok, mas quantidade não significa qualidade, então devemos analisar pelo trabalho de cada individuo.

Muito se fala da Jennifer Lawrence, o que realmente mostra uma certa tendencia da academia, mas ela não tirou a vaga de nenhuma atriz negra. Entre os diretores, ficou de fora o Ryan Coogler, mas ficaram de fora outros diretores renomados com trabalhos, como o dele, que não caíram no gosto da academia. Quanto aos atores, o Matt Damon poderia não ter sido indicado, tendo outros atores negros como o Will Smth ou o Samuel L. Jackson em seu lugar, mas afirmar que isso é racismo pode ser muito radical. Não me admira nada a Jada Pinkett Smith sair em defesa do marido e apoiar o tal boicote.

A questão racismo sempre será polêmica. Sempre haverá aqueles que o enxergam onde não existe e aqueles pondo panos quentes onde realmente existe, é tudo uma questão de ponto de vista e de opinião. Ao invés de sair atirando pedras, como audiência, devemos incentivar os atores negros prestigiando seus filmes e comentando suas boas atuações, para que estes tenham cada vez mais visibilidade, espaço e acima de tudo representatividade entre os estúdios e o publico, afinal o publico é quem move a industria do cinema. Quem sabe assim poderemos ter mais negros disputando entre si prêmios de destaque e, talvez, acabar com essa baboseira de racismo.

Anônimo disse...

Não tem nenhum ator gay indicado, Mr. Holmes se quer foi lembrado, homofobia!

Anônimo disse...

Eu gostaria que no lugar da J-Jaw tivessem indicado a Maggie Smith, acredito que dificilmente ela terá um outro papel com tanto destaque em um filme, ela já passou dos 80 anos e enfrenta/enfrentou um câncer a alguns anos, o que é muito triste, o Oscar em 2013 já ta de bom tamanho pra J-Law(Eu torci tanto pela Emmanuelle Riva naquele ano).

Apesar de achar que a B. Larson leva a estatueta, estarei torcendo demais pela Charlotte Rampling, até que enfim ela teve um papel a altura de poder mostrar seu talento, não ficarei nada triste se ela acabar premiada, a mãe do Jack é nova, pode esperar mais um pouquinho!

Já pra melhor diretor eu acho que vai dar George Miller, eles vão dividir os prêmios técnicos entre Mad Max e O Regresso e no fim vai dar Miller melhor diretor e O Regresso melhor filme, acredito eu...

Léo melhor ator, Stallone melhor coadjuvante e torcendo também pra dar Jennifer Jason Leigh como atriz coadjuvante!

Seria ótimo!

Abraços
Adriano - Pirassununga SP

Anônimo disse...

Não é uma infeliz coincidência. A América é um dos países mais segregacionistas quanto aos direitos da população negra. A produção cinematográfica no geral é branca e machista. Não dá pra dizer que isso não é fruto de uma sociedade extremamente racista, o Óscar é um reflexo.

Lucas Sowew disse...

A Whoopi Goldberg fez uma declaração pertinente esses dias, dizendo que o problema não está só no oscar, mas na industria como um todo

Qualquer filme com um protagonista negro é um filme de nicho ou sobre racismo

Eu acho que o problema é real, e as evidencias estao todas aí na industria que tanto apreciamos. E é sintomática de um problema muito maior.

Não é apenas "vitimismo"