3.9.15

DÊ UMA CHANCE PARA ...


MARY E MAX é uma das minhas animações favoritas. Não é para crianças e diverte os adultos com piadas que os pequenos não entendem. Muito antes de ''ParaNorman'', esse filme em stop motion, de 2009, já trazia um personagem gay no elenco. Com Toni Collette e Philip Seymour Hoffman nas vozes principais, eu sempre vejo esse filme em inglês.

Mary tem oito anos e vive na Austrália com a mãe alcoólatra. Como tem poucos amigos, ela decide procurar alguém numa lista telefônica de Nova York. Ela pega um endereço qualquer e envia uma carta se apresentando e contando como é a sua vida na Austrália. A carta chega no apartamento de um judeu ateu de 44 anos, chamado Max, que sofre de algumas doenças relacionadas a obesidade. Ele também tem sérios problemas na hora de se relacionar com outras pessoas. E quando a carta de Mary chega, isso tira Max da rotina e ele tem um de seus ataques de pânico. Depois de se recuperar da chegada da carta, ele resolve enviar uma resposta. 
Durante vários anos, Mary e Max vão se corresponder através de cartas. Ele tira as dúvidas da menina a respeito de certas coisas que os adultos fazem e ela lhe envia dicas de doces que ele poderia experimentar. São vinte anos de correspondência. Mary cresce e até se casa, e nunca desiste de ir até NY, para visitar Max, algum dia.
A amizade dos dois passa por altos e baixos e é impossível não se comover com o final.


FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: Mary and Max
ANO: 2009
PAÍS: austrália
DURAÇÃO: 92 min
DIRETOR: Adam Elliot
ELENCO DE VOZES: Toni Collette, Philip Seymour Hoffman e Eric Bana.

4 comentários:

Juliano disse...

O final desse filme...

Unknown disse...

Eu AMO esse filme.

Anónimo disse...

Esse filme é incrível.

Natanael disse...

esse filme é mtoo bom!!!! Escorreuuma lagriminha no final...