30/09/2010

UM LUGAR AO SOL

Já ouviu falar da explosão cambriana? quando "de repente" o planeta se encheu de inúmeras formas de vida até então inéditas na Terra? Nós tivemos, recentemente, a explosão do video cassete, e praticamente todos os filmes já feitos ganharam uma versão em VHS, mas a troca de formato para o DVD deixou a desejar e muitos filmes ainda não foram lançados em disco. Acho que foi em janeiro de 2007 que eu perguntei na minha lojinha de DVDs de sempre pelo filme UM LUGAR AO SOL, o cara fuçou até na internet e me disse que o filme ainda não havia sido lançado em dvd, o quê? como pode? Mas, nessa semana, eis que ele surge na estante de lançamentos da loja, eu o peguei em meio segundo, novamente, como um lagarto esticando a língua e puxando um inseto, um movimento mais rápido que os olhos.


TAYLOR E MONT: ELE PREFERE OS HOMENS

Montgomery Clift, o homocara mais lindo da história do cinema, é um rapaz pobre que vai trabalhar com seu tio rico em outra cidade após a morte de seu pai, se apaixona por uma colega no trabalho e precisa manter o caso em segredo para evitar que ambos sejam despedidos. Mais tarde ele conhece a jovem ricaça Ângela (Liz Taylor com 17 anos) e é amor a primeira vista. Mas sua namorada Alice descobre que está grávida, para evitar um escândalo ele precisa se casar com ela o quanto antes, mas ele não quer desistir de Ângela. O romance vira drama e o drama leva à tragédia, os 30 minutos finais são tensos e o final é sombrio. O dvd traz um mini making of de 22 minutos com entrevistas feitas na década de 1980, com Liz Taylor, Shelley Winters e com o filho do diretor George Stevens que fala sobre a noite do Oscar em 1952, com a turma voltando para a casa, e seu pai, levando a estatueta no banco de trás do carro, dizendo que eles só chegariam a entender a grandiosidade desse filme 25 anos depois.

TONY CURTIS 1925-2010

Argh mas que semana... a produtora do Tarantino, o diretor de Bonnie e Clyde, a velhinha do Titanic e agora Tony Curtis. Em minha coleção ele se destaca em "quanto mais quente melhor" ao lado de Marilyn Monroe e no papel do escravo fujão que não quis "servir à César" em "Spartacus", era legal ver que, apesar de ser um famoso ator, ele topava fazer pontinhas não creditadas em alguns filmes como "quando Paris alucina" (um divertido papel) e em "o bebê de Rosemary" onde só ouvimos sua voz. Amado pelas mulheres como galã de cinema mas não muito querido por críticos como ator até ser indicado ao Oscar em 1959 por "acorrentados", ele era o pai de Jamie Lee Curtis com quem raramente se encontrava, casou-se 6 vezes, apesar de ter dois filhos adotivos ele confessou que se considerava um péssimo pai, um de seus filhos morreu em 1994 de overdose. Durante a década de 1980 Curtis passou por maus bocados, era viciado em cocaína. Em 2005 se recusou a ver "Brokeback mountain" e condenou o filme publicamente, ficou velho, ficou chato.

29/09/2010

10 FILMES DE ZUMBIS QUE VOCÊ TEM QUE VER ANTES DE MORRER E SE TORNAR UM DELES

FIDO O MASCOTE (2006)
Estamos numa década de 1960 alternativa. Os mortos voltaram à vida quando a Terra passou por uma estranha nuvem de poeira cósmica e uma guerra entre eles e os vivos teve inicio. Após a guerra um cientista criou um colar que pode controlar os zumbis, fazendo sumir o apetite por carne humana. Aí as pessoas começaram a usar os zumbis como empregados domésticos. O pobre e solitário garoto Timmy se apega ao seu zumbi Fido, vendo nele um ótimo amigo e um pai substituto, uma vez que seu pai verdadeiro não lhe dá muita atenção. Mas quando o colar de Fido falha e ele mata uma idosa Timmy precisa proteger o zumbi, esconder as provas e impedir que ele seja levado embora e exterminado. Comédia de humor negro obrigatória.


A NOITE DOS MORTOS VIVOS (1968)
O primeiro filme da mais famosa saga de George Homero. Apresentado pelo ponto de vista do cidadão comum, então não espere por maiores explicações. O inferno está cheio? uma sonda voltou de Vênus com um vírus? a culpa é dos homossexuais? cientistas, e padres, divulgam suas teorias na tv e no rádio enquanto ainda há tempo. A pandemia é inevitável. Foi nesse filme que surgiu a maior parte das regras para zumbis. Se você morrer, vira zumbi, se você for mordido por um zumbi, idem. Para acabar com tudo basta um tiro no cérebro, mas em todos os filmes de Homero os vivos estão sempre ocupados brigando entre si, cada filme é um ataque aos costumes sociais, o herói negro do primeiro filme tem um destino cruel. Ganhou uma parte 2 em 1979 (o despertar dos mortos), uma parte 3 em 1985 (dia dos mortos, onde os zumbis aprenderam a usar armas de fogo) e uma quarta parte em 2005 (terra dos mortos, os vivos estão a beira da extinção). Também um remake de mesmo nome em 1990 e um spin of fraquinho em 2007 (diário dos mortos).


MADRUGADA DOS MORTOS (2004)
É o remake de "despertar dos mortos" mas chegou ao Brasil com outra, e perdida, tradução. O diretor gato Zack Snyder deixou os típicos zumbis de Homero, lentos e rastejantes, de lado e criou uma legião de super zumbis. Eles correm pra caramba, não tem mais esse negócio de tentar passar correndo no meio deles, esses são perigosíssimos. Como no filme original, vemos um grupinho de vivos presos num shopping center enquanto o mundo lá fora vai se enchendo de zumbis. Outra novidade, eles não atacam cães.


EXTERMÍNIO (2002)
Jim acorda no hospital e descobre que Londres foi tomada por um estranho vírus que faz as pessoas ficarem violentas. Tecnicamente não são mortos vivos, mas o efeito é o mesmo, uma epidemia que pode sair do Reino Unido e se espalhar pelo mundo.


RESIDENT EVIL RECOMEÇO (2010)
Ainda está longe da trama dos games mas trouxe os zumbis criados pelo T-vírus de volta ao papel de vilões do filme, e outros mortalmente modificados. Conseguiu se assemelhar mais aos jogos que os filmes anteriores.


ZUMBILÂNDIA (2009)
O melhor filme de zumbis da atualidade. É o primeiro a expor as regras para se sobreviver num mundo infestado de zumbis. Com zumbis do tipo Snyder o filme é uma comédia de humor negro bastante dinâmica, diverte um bocado. Eu o vi nos cinemas duas vezes no mesmo dia.


O RETORNO DOS MORTOS VIVOS (1985)
Essa comédia de terror trash não tem nenhuma ligação com os filmes de George Homero. Os zumbis são criados quando um agente químico vaza de um tambor que caiu de um caminhão militar. O filme é muito engraçado, qualquer coisa morta volta à vida, até pedaços de cadáveres. E eles precisam comer cérebros humanos para fazer parar a dor que sentem, a dor de se estar morto. Nas legendas em português surgiu o clássico MIOLO toda vez que eles dizem "brain". Ainda inédito em dvd, teve duas continuações fraquinhas.


[REC] (2007)
É uma ideia pra lá de original misturar a bruxa de Blair com um filme de zumbis, ponto para a Espanha. É uma pena que a continuação tenha feito a trama perder o rumo unindo zumbis biológicos aos possuídos. Fuja da versão americana.


A MORTE DO DEMÔNIO (EVIL DEAD 1982)
A clássica trilogia de Sam Raimi deve ganhar mais um filme em breve. Uma misteriosa criatura passa a correr pela mata quando alguém lê trechos do livro dos mortos e traz os defuntos de volta à vida. O primeiro filme é quase claustrofóbico, o segundo é psicologicamente perturbador, o terceiro está mais para uma aventura. Destaque para a cena da moça engolindo o olho do zumbi que foi parar em sua boca enquanto ela gritava.


PLANETA TERROR (2007)
Grindhouse, o filme duplo de Quentin Tarantino e de Robert Rodriguez prometia ser imperdível. Mas as pessoas não gostaram da longa duração e ele foi dividido em dois em seguida. No fim das contas o segmento de Tarantino (à prova de morte) acabou se mostrando o mais fraco dos dois. Já "planeta terror" é um filme de zumbis bem violento, e contou com nomes famosos no elenco, em pontinhas! A moça com uma arma no lugar da perna já nasceu cult.

DIGA "SIM" ÀS DROGAS

Para mim foi o último "Shyamalan movie" digerível. Um filme sobre uma invasão global de alienígenas mostrado pelo ponto de vista de uma família isolada numa fazenda. Ou seja, nada de cenas de destruição urbana estilo ID4, o mundo está sob ataque e a gente fica sem saber o que está realmente acontecendo ao acompanhar Mel Gibson e Joaquin Phoenix trancados em casa, tentando sobreviver. Deste modo, SINAIS se torna um filme sobre aliens bem original, uma vez que na maioria dos filmes a gente vê a invasão pelo ponto de vista dos governos e dos militares, e raramente pelo ponto de vista do cidadão comum e desinformado. Mas é um Shyamalan, e o diretor acrescentou uma dose de paranormalidade ao filme que não deu muito certo.

MOMENTO ELES DEVIAM TER TENTADO O PLANETA MARTE
Seriam esses aliens os mais estúpidos do universo? tentar conquistar um planeta que é coberto por uma substância que pode matá-los? a água os mata, uma menina com um regador pode salvar a Terra. No que é que eles estavam pensando? é fácil, basta evitar os rios e oceanos, mas o que vamos fazer se começar a chover???

MOMENTO PAPEL ALUMÍNIO
Esse filme bem que poderia ter sido ambientado numa década de 1960 alternativa, quem é que nos dias atuais usaria um chapéu de papel alumínio acreditando que isto te manteria a salvo dos aliens? hoje as pessoas são bombardeadas por filmes do gênero, cada vez mais realistas, e, no caso de uma invasão de verdade, usariam os filmes como fonte de orientação.

MOMENTO PODE BATER
Ah, essa foi demais, do nada a esposa de Mel começa a ver o futuro antes de morrer, sem maiores explicações, e salva a família. Já o carro que esmagou seu corpo, ela não previu.

MOMENTO O QUARTO DO PÂNICO
Mel Gibson não é Jodie Foster mas também tem um filho com problemas de saúde que tem uma crise na pior hora possível. Garantiu ao filme uma sub trama com momentos de tensão.

MOMENTO É NÓIS NA FITA
Shyamalan não se esqueceu do Brasil, como tanta gente faz. Em determinado momento um video caseiro é apresentado na tv, uma festa de aniversário com muitas crianças acontecendo aqui mesmo no Brasil. As crianças gritam em inglês e em português ao mesmo tempo. whatta fuck?? seja como for eu estava olhando para o tal video e nem sabia para onde deveria olhar exatamente quando o alien atravessou o quintal, foi o primeiro e único susto que tomei nesse filme.

"E EU QUE PENSAVA QUE ELES SÓ CHEIRAVAM MAL..." EM 2D

Sim, o cheiroso Tauntaun vai cheirar ainda melhor em 3D em 2012. George Lucas já confirmou o retorno da hexalogia de STAR WARS aos cinemas em 3D. Em 2012 veremos o episódio 1 "a ameaça fantasma", se o público gostar da ideia "ataque dos clones" vai estrear no ano seguinte e aí teremos um star wars 3D por ano até "o retorno de Jedi" em 2017 (será que a moda do 3D vai durar tanto assim? eu já estou ficando de saco cheio de filmes dublados na tela grande). A conversão de cada filme para o 3D vai levar quase um ano, isso quer dizer que Lucas vai realmente caprichar nos efeitos, uma vez que outros filmes como "fúria de titãs" e "o último mestre do ar" receberam efeitos 3D em dois meses e só conseguiram deixar o 2D com fantasmas enquanto o 3D se tornou um 2D nos óculos, um efeito que mal sai para fora da tela.

O MUNDO PERDIDO

Diário do capitão data estelar 29.2010.09 quarta feira. Hoje fiquei sabendo que aconteceu uma parada gay na minha cidade, a poucos quarteirões daqui, foi a quarta edição e foi no domingo dia 26. Eu estava trabalhando, não daria para ir à parada mesmo que soubesse de sua existência com antecedência. Soube que reuniu umas 4 mil pessoas e que, novamente, choveu forte, começou com 3 horas de atraso, o povo daqui não dá sorte com essa parada, só chove. Os moradores reclamam da sujeira pelas ruas e dizem que testemunharam pessoas fazendo sexo em público no ano passado. Ah fala sério, intriga da oposição. A única parada na qual compareci na vida foi a de São Paulo em 2003 quando juntou um milhão de pessoas pela primeira vez. Em todo caso, uma descoberta, existem gays na minha cidade. Bem, isso eu já sabia, mas dá para se contar numa única mão quantos eu conheço, na vida real, o blog não conta, o blog é a matrix. Argh, me senti tão por fora de tudo e a parada quase termina na porta de minha casa...

28/09/2010

EU, MEU NAMORADO E UM ASSUNTO CABELUDO

Paixão infantil número 1
Eu tinha 7 anos e o Robson tinha 14, eu era perdidamente apaixonado por ele, queria fazer alguma coisa com ele, algo que eu (ainda) não sabia o que era. E ele era apaixonado pelos Barbapapas, um desenho animado pra lá de tosco que apenas crianças de colo poderiam gostar. Para ficar perto dele eu me obrigava a ver tv ao seu lado e aguentar esse maldito desenho.

Paixão infantil número 2
Completamente apaixonado pelo Rogério (15) e por seu irmão Wagner (19) aos 10 anos, escolher um só era impossível. Mas o Rogério adorava ver "Jambo e Ruivão" e me fazia assistir a serie também, eca , eca , eca, qualquer coisa para dividir o sofá com ele. Já o Wagner tinha uma namorada, eu a chamava de Bozolina.

Paixão adolescente número 1
Leandro tinha 13 anos como eu, só ligava a tv para ver futebol, fim da história.

Namorado número 1
O Cristian era filho de um pai assustado, não via filmes de terror comigo. Morria de medo de passar pelo cemitério na hora de visitar um amigo. Tinha até medo da Xuxa por conta daquela lenda urbana do "ouça um disco da Xuxa ao contrário e você vai ouví-la chamando por satanás". Por outro lado, sua prima Aletéia (ela mesma) topava todas.

Paixão adolescente número 2
José Ricardo era gay e disso eu tinha certeza, certa vez me emprestou uma fita com 4 filmes e eu vi um erótico gay semi apagado entre dois deles. JR era rico, ele tinha dois videocassetes e fazia cópias dos filmes que alugava na locadora. Eu tinha apenas uma filmadora enorme e pesada que, quando conectada à tv, reproduzia os filmes em preto e branco. Comecei a passar muito mais tempo na casa do ricaço e, num belo dia, ele me fez ver "sociedade dos poetas mortos", várias vezes, seu filme favorito, ele até chorava. Hoje eu odeio esse filme como nenhum outro, vontade de dar um tiro em cada moleque que sobe na carteira e diz "meu capitão", vontade de comprar o dvd só para ter o prazer de destruí-lo a marteladas.

Namorado número 2
Dez anos após o primeiro surgiu o segundo, e até o momento, o último, namorado em 2003. Esse trabalhava numa locadora, falava francês e me fez ver "carandiru" em nossa primeira ida ao cinema juntos. Como eu dormi durante o filme todo, a maior parte do lado de fora da sala, não levei em consideração o encontro. Nossa primeira vez foi com "procurando Nemo" e não se fala mais nisso. Mas ele era fumante, prometeu que ia largar o cigarro, mas depois me contou que fumava maconha, prometeu que ia parar com isso também. Mas ele não via nada de errado nesses hábitos (ou vícios) e tentou me convencer disso. Queria que eu visse um filme chamado "o barato de Grace", ruim? bom? explicativo? eu nem quis saber, terminamos depois de 11 meses e ele voltou a fumar todas por ter ficado com "depressão pós fim de namoro".

REQUIEM PARA UM SONHO

É um verdadeiro presente antecipado de natal, o filme sumiu do mercado faz um bom tempo e muita gente ficou na mão. Agora ele volta às lojas numa edição especial, bem, não é tão especial mas eu fiquei feliz mesmo assim, finalmente tenho o filme em minha coleção. Aí você pega também "trainspotting", "Cristiane F." e "Traffic" e se convence de uma vez por todas de que as drogas são coisas ruins. Hum, estranho falar em "traffic" agora, o filme estava presente no mesmo Oscar que REQUIEM PARA UM SONHO e saiu com 4 estatuetas no bolso, enquanto Requiem levou apenas uma única indicação para melhor atriz (Ellen Burstyn) e a perdeu para Júlia Roberts. O filme merecia muito mais, pela edição, pela montagem, pela trilha musical... Você vê esse filme e diz: quem é que precisa da droga do Oscar afinal? "Requiem para um sonho" já é um filme imperdível.

FILHO, NÃO PRECISO DE UMA NOVA TV,
PRECISO É DE UMA GELADEIRA MENOS PSICOPATA

Como o próprio titulo já diz o filme traz 4 personagens que têm um sonho na vida, seja uma vida melhor, seja deixar a mãe orgulhosa ou aparecer na tv. Sara foi convidada para aparecer na tv, mas ela quer usar seu antigo vestido vermelho, no qual ela não entra mais. Desesperada ela começa a fazer dieta e no final recorre a anfetaminas que podem acabar com sua saúde mental. Seu filho Harry (Jared Leto) é um viciado em drogas pesadas que sonha em se tornar um traficante de responsa e faturar uma boa grana tendo seu amigo Tyrone como sócio. Sua namorada Marion (Jennifer Connelly) já não vive mais sem drogas e vai fazer de tudo para conseguir mais, argh, de tudo! o filme não mostra pessoas mergulhando em vasos sanitários ou bebês andando pelo teto, mas as cenas de delírios provocadas pelo uso de drogas são memoráveis, boa parte do filme se passa desse modo, como um sonho ruim, até seu amargo final. O novo dvd, com um único disco, traz um making of e entrevistas, o audio é DD 2.0, eca, mas a caixinha que se abre na lateral protege o filme do pó. Não é AQUELA edição especial, mas ter o filme na sua coleção já é alguma coisa.

ZACHARY QUINTO? POR QUÊ? PORQUE NÓS GOSTAMOS

Zachary Sylar Spock Quinto está nos palcos na peça ANGELS IN AMERICA no papel de um homocara. Hoje acordei pensando nele, sem detalhes adicionais, e quis saber o que ele anda fazendo da vida. Heroes já chegou ao seu final e a quarta e última temporada já está nas lojas. Há 4 anos atrás não dava para dizer que a série iria acabar tão cedo, era impensável.


Encontrei uma suposta foto do cara peladão, será?



Ah sim, pela, o quê? terceira vez no blog? eu simplesmente não me canso desse video.

E aqui você confere a participação do cara no seriado "So noTORIous", um video já publicado no blog mas que o youtubo agora está bloqueando, chato.

27/09/2010

LA BÊTE

Clássico do terror trash, ou seria do erótico trash? esse filme francês de 1975 não é para todos os estômagos. No primeiro minuto, sexo explicito entre cavalos, e quando digo "explicito" é explicito mesmo! Mais tarde, mulheres tiram a roupa toda e se masturbam, entre cenas de nudez feminina e uma masculina frontal, o filme ganha uma classificação +18 facilmente. Mas espere, fica melhor, ou pior? o tal bicho do título (A BESTA, ou A FERA em português), que leva mais de 1 hora de filme para dar às caras, corre pela mata com o pênis ereto atrás da mocinha. Tem até sêmen pingando da coisa, sim, é mais um erótico trash que um terror trash, pode divertir ou causar náuseas.



LOBISOMEM COM MÚLTIPLOS ORGASMOS.
VOCÊ NÃO VÊ ESSE TIPO DE COISA EM "CREPÚSCULO"
MAS ADORARIA.

Lucy é uma moça inglesa que se corresponde por cartas com um rico herdeiro francês e se apaixona por ele. Antes de morrer seu pai deixa um testamento lhe pedindo para se casar com o cara desde que ele seja batizado (o padre do filme vive se esfregando nos coroinhas e beijando os meninos na boca), o que ninguém sabe é que a família do rapaz está ficando cada vez mais pobre e eles começam a apostar na fortuna da moça para se salvarem. Ao chegar na França ela se interessa pela história de uma ancestral da família de seu noivo que, dizem as lendas, teve um caso sexual com uma fera na floresta 200 anos atrás. A partir daí ela começa a imaginar o ocorrido e não se aguenta de tesão. Mas seu noivo esconde de todos um terrível segredo, se você sobreviveu à cena de sexo na mata segure seu almoço mais um pouquinho até a revelação final, aí pode vomitar.

O HOMEM DE FERRO 2

É a maldição do número 2, mas ela nem chega a atrapalhar muito, logo, o filme é assistível. Diferente do anterior a trama ficou em segundo plano abrindo mais espaço para efeitos digitais mais ambiciosos, deixando o filme com um ar de mtv movie awards com pipoca. Prova disso é o clímax duplo e demorado, a cena do Homem de ferro e do Máquina de Combate enfrentando aquele exercito de robôs é um show de efeitos e de sons, mas cansa, não ajuda a trama a avançar. Aí sobra uma Viúva Negra, meio perdida no filme, com um Tony Stark, apático, dando uma de heróis de papel ao deixar o fator humano para trás. Ou seja, deixa de ser um "homem aranha 1" e se comporta como um "homem aranha 3". O filme é divertido, mas você tem que passar por cima do teor pipoca dele, que é bem elevado, não é tão modesto e atraente quanto o anterior, mas tem seus momentos.


POR FAVOR, CHEGA DE VILÕES DE SEGUNDA CATEGORIA,
COLOQUEM O MANDARIM NO PRÓXIMO FILME.

Tony Stark revelou sua identidade secreta e agora leva a vida de um mega astro. E quando ele baixa a guarda é atacado pelo Chicote Negro e humilhado em público. Ele descobre que seu implante peitoral o está matando aos poucos e começa a agir como um suicida. É uma desgraça atrás da outra. Após chegar ao fundo do poço começa, relutantemente, a aceitar a ajuda dos amigos. Nesse meio tempo Nick Fury se questiona se é uma boa ideia incluir Tony no projeto "Vingadores". A cena do herói se entupindo de roscas para afugentar a depressão não é apenas uma tentativa estúpida de fazer o público rir como também é uma chance perdida de se fazer um filme sério, uma vez que, nos gibis, Tony já enfrentou o alcoolismo. Parece que, embora Robert Downey Jr seja um expert em dependência química, o filme está se segurando para se manter o mais infantil possível. O blu-ray é duplo, ambos os discos são blues, há vários extras em HD e a caixa vem dentro de uma luva com efeitos metálicos (lembra o dvd do primeiro filme mas a foto não é tão legal). O filme também está disponível em dvd, em duas versões. E não deixe de reparar na cena com o escudo do Capitão América e no martelo do Thor lá no final dos créditos. E por falar nisso, alguém encontrou a tal cena perdida do Hulk (Edward Norton) no pólo norte onde se vê o Capitão América congelado numa geleira?

NO SET DE "CAPITÃO AMÉRICA"

CHRIS EVANS ESTÁ CHATEADO PORQUE ___________.

GLORIA STUART 1910-2010

Em 1998 ela se tornou a atriz mais velha a ser indicada ao oscar por Titanic, e diga-se de passagem, no quesito atuação, só as mulheres salvam aquele filme. Curiosamente ela já esteve em um outro navio condenado no filme "here comes the navy" de 1934 e, em 1935, em "gold diggers of 1935" ela fez o papel de uma jovem que era obrigada pela mãe a se casar com um sujeito rico, mas ela acaba se apaixonando por um rapaz pobre. Na década de 1980 sobreviveu a um câncer de mama e faleceu neste domingo (26) aos 100 anos de idade. Ela deixou 4 netos e 12 bisnetos.

ROGER RABBIT, 10 ANOS DEPOIS

Pobre Roger, filho de pais separados. Disney, Spielberg, Warner... após o sucesso do filme de 1988 começaram as brigas pela posse do coelho e uma continuação foi parar no limbo. Mas em 1998 Roger tentou voltar às telas. No video abaixo você confere um teste feito naquele ano, usando um Roger criado por computador. O Roger digital não é ruim mas mesmo assim os produtores abandonaram a ideia. O novo filme de Roger Rabbit, já anunciado, trará personagens desenhados a mão como no primeiro filme e deverá estrear em 2012.

WALL STREET - O DINHEIRO NUNCA DORME

Eu me lembro de dizer no blog o quanto eu havia odiado a personagem de Meryl Streep em "o diabo veste prada" por ser tão diferente da vilã do livro no qual o filme foi baseado, quero dizer, humanizaram o diabo. E agora Oliver Stone deu um coração para um dos vilões mais legais da década de 1980, Gordon Gekko (Michael Douglas), ele quer se aproximar de sua filha e ele também chora. Assim fica difícil ver WALL STREET 2 e dizer que é uma continuação direta do filme de 1988. Ok, Gordon diz que a prisão o fez mudar, então vá lá. O filme de 1988, cuja trama se passa no ano de 1985, terminou com Bud Fox (Charlie Sheen) indo para a cadeia e com Gekko sendo preso logo em seguida. O novo filme nos mostra Gekko deixando a prisão em 2001 e ficamos sabendo que Bud foi solto depois de 13 meses, Charlie Sheen faz uma ponta nesse filme mostrando que Bud está bem de vida, ele comprou e vendeu a companhia onde seu pai trabalhava (um duro golpe para o velho, o Bud de 1985 nunca faria isso, mas vamos supor que seu pai tenha morrido entre um filme e o outro). O novo filme logo avança para o ano de 2008, poucos meses antes da terrível crise que assolou o mundo. Shia LaBeouf está para se casar com a filha de Gekko (nem sabíamos que ele tinha uma filha, seu filho do primeiro filme já cresceu e morreu de overdose de drogas), Shia tem o mesmo emprego na bolsa que Bud tinha, mas depois de ver seu mentor cometer suicídio após perder sua empresa ele procura Gekko para poder se vingar de Josh Brolin, o novo vilão.


ENQUANTO ESTEVE PRESO VOCÊ VIU SUA EX-AMANTE EM "KILL BILL"?

Gekko agora é o mocinho, ele vai ajudar Shia em sua vingança desde que o rapaz (com cenas de pele à mostra bem generosas) o ajude a se aproximar de sua filha que o odeia. Como no primeiro filme o diretor Oliver Stone aparece numa pontinha bem legal, mas, como no primeiro filme, a produção está cheia de diálogos técnicos, leigos no ramo podem dormir durante o filme. A maior diferença está no enredo, Gekko agora é do bem e Josh Brolin não é um vilão que mete medo, por isso o filme não é tão tenso quanto o primeiro onde Gekko parecia um tipo de diabo indestrutível. Perto do final Gekko meio que volta ao seu normal e, aleluia, volta a usar seu famoso penteado reptiliano, mas nem isso salva o filme de se parecer com uma novela familiar. Veja o primeiro filme antes de conferir o segundo, para refrescar sua memória ou para conhecer os personagens, existem muitas ligações entre os dois filmes, essa produção é realmente uma parte 2, mas a coisa não continua exatamente como a gente queria e o rumo que a trama tomou decepciona um pouco. Você pode ir ver esse filme para matar sua curiosidade mas continue apenas com o filme de 1988 em sua coleção.

26/09/2010

POBRE MENINA RICA, NÃO TEM NINGUÉM

Dois mil e onze vai ter que ser diferente, é uma promessa. Outubro será meu último mês de aperto financeiro, nos últimos dois meses do ano vou me virar do avesso e me livrar de minha última conta de qualquer jeito. Há anos que não sei o que é estar sem contas para pagar, e agora preciso de um home theater novo... dane-se! um amigo meu está em Londres agora e eu estou aqui juntando dinheiro para terminar de pagar a minha nova tv e as duas estantes que tive que mandar fazer para guardar minha sempre crescente coleção de filmes. Em 2011 quero roupas novas e viagens longas. Como vai ser gostoso escrever no blog: "estou viajando, é impossível atualizar o blog".


25/09/2010

NERDS DO TIPO 2

Eu vi uma pesquisa na internet onde os nerds , ou Geeks se preferir, escolhiam a sua maior musa, aquela mulher que derrete o coração deles, cujo poster, ou action figure, é um item obrigatório ao lado de seus computadores em seus quartos na casa de suas mães. Acontece que os nerds votaram e a princesa Léia de biquini dourado (o retorno de Jedi) foi a vencedora suprema, seguida pela Cheetara dos Thundercats. Mas esses são os nerds do tipo 1, são aqueles caras que olham para a amizade entre o capitão Kirk e o sr. Spock e não notam nada de estranho. Mas e quanto a nós? os nerds do tipo 2, aqueles que torcem o pescoço para tentar enxergar qualquer coisa a mais sempre que um homem nu atravessa o portal do tempo num filme da franquia do exterminador do futuro? Bem, eu resolvi fazer uma pesquisa que nenhum outro blog faria, QUEM É O MAIOR ÍDOLO DOS NERDS DO TIPO 2? David Duchovny em "arquivo X"? Hugh Jackman em "Wolverine"? Keanu Reeves em "matrix"? você pode votar na enquete aí ao lado, precisamos dar o troco na princesa Léia de biquini, deve haver um personagem do sexo masculino que mexe com o coração dos homonerds. Quando a enquete estiver encerrada vou divulgar os resultados no blog.

24/09/2010

O HOMEM QUE CHEIRAVA A PLAYMOBIL

Eu estava na fila para ver o quarto "resident evil" na semana passada e de repente senti um odor familiar. O homem na minha frente tinha um cheiro que despertou algumas áreas adormecidas do meu cérebro. Que coisa maluca, eu já vi fragrâncias para banheiro com o nome "lembranças da infância" mas aquilo era a coisa real. Levei alguns minutos para me lembrar de onde eu conhecia aquele cheiro, aí a ficha caiu. Voltei no tempo naquele mesmo instante. Eu estava chegando em casa com uma enorme caixa e a coloquei em cima da mesa da cozinha. Minha mãe havia me dado de presente o navio pirata playmobil (esse mesmo da foto). Quando abri a caixa fui envolvido pelo odor de brinquedo barra plástico novo. Foi um momento tão feliz em minha vida que mal sabia eu que o odor do navio ficaria tatuado em meu cérebro por vários anos. Brinquei tanto com esse navio na cama, no chão, na piscina... que até cheguei a me esquecer do castelo de Greyskull e dos bonecos da coleção do He-man por um tempo. Ainda inteiro e em perfeito estado de conservação (como qualquer outro brinquedo que já tive) o navio partiu de minha casa numa enorme caixa, com outros brinquedos, para fazer outras crianças felizes em 2004. Só de olhar para essa foto sinto o mesmo aperto no coração que senti quando o navio foi embora e quando topei com o homem que cheirava a playmobil no cinema. Fiquei na tentação de perguntar pro cara se ele tava usando um perfume ou um desodorante e qual seria a marca dele. Ok isso seria estranho, é como oferecer flores para quem usa Impulse. Eu o segui até o corredor das salas de cinema, hipnotizado pelo cheiro, e ele entrou na sala 3, quase fiz o mesmo, fiquei parado por um tempo, na porta, vendo-o sumir na escuridão, e fui para a sala 10.
Era apenas um cheiro, um simples odor, mas havia TANTA história nele...

FILME PIPOCA MADE IN ÍNDIA


NESTE VIDEO VOCÊ CONFERE 1 TRAILER E 3 TEASERS.

FIQUE POR DENTRO DE RUSSELL CROWE

1- Russell Ira Crowe nasceu no dia 7 de abril de 1964 em Wellington, Nova Zelândia. Ele tem 1.80 de altura. Namorou com Meg Ryan em 2001 e recusou o papel de Wolverine em "x-men" (2000).
2- Quando tinha dez anos perdeu um dente da frente jogando rugby, ficou desdentado até que o diretor do filme "the crossing" (1990) tirou dinheiro de seu próprio bolso e o ajudou a consertar o sorriso.
3- Amigão de Jodie Foster, escreveu uma música sobre ela, o nome de sua banda de rock era "30 odd foot of grunts".
4- Planeja doar seu cérebro para pesquisas quando morrer. Fez o papel de um homossexual no filme "um caso de amor".
5- Recusou o papel de Aragorn em "o senhor dos anéis", apesar de adorar a ideia de filmar em sua terra natal ele estava ocupado com "uma mente brilhante".
6- Ele não topou filmar "Austrália" ao lado de sua amiga Nicole Kidman porque lhe pediram para baixar um pouco seu salário.
7- Oliver Stone o queria no papel de Alexandre o grande que acabou ficando com Colin Farrell.

23/09/2010

SERIADO GAY, MADE IN BRAZIL, PARA VOCÊ ACOMPANHAR PELA INTERNET

A partir desta quinta feira começa a serie APENAS HERÓIS num blog aqui ao lado, por enquanto você confere teasers e making ofs no site. A ideia é boa e a iniciativa nem se fala, uma vez que, às vezes, a gente se imagina morando em algum país do oriente médio onde o "fenômeno" da homossexualidade não existe (thank you rede blogo).

TUDO BELEZA, BILL E TED DO MAL?

Será que você é como eu? e conheceu Keanu Reeves através do "clássico" adolescente BILL & TED? Estou doido para rever esse filme, embora já o tenha assistido até a exaustão, ainda estou procurando por ele em dvd. O primeiro filme era meio bobo mas o segundo era muito legal, com a Morte, chupada do filme O SÉTIMO SELO, e com os robôs Bill e Ted do mal. Agora Keanu aparece dizendo que adoraria voltar ao papel de Ted caso o roteiro do terceiro filme lhe agrade. Opa, dois adolescentes viajando no tempo numa cabine telefônica é uma coisa, mas Keanu está com 46 anos hoje, corre o risco de passar vergonha se der uma de Ashton Kutcher (o menino que não quer crescer). Não consigo imaginar como seria o roteiro de um terceiro filme, uma vez que o segundo revelou o destino final dos personagens com a tal música que salvou o mundo, e assim fechou um ciclo.

O NOVO TRAILER DO NOVO HP VAI DEIXAR VOCÊ MALUCO





















22/09/2010

OS ÚLTIMOS 10 OSCARS FORAM JUSTOS? SIM? NÃO? MÉH?

GUERRA AO TERROR
-MÉH
Separando o joio do trigo, de um lado "Preciosa", "bastardos inglórios", "distrito 9", "educação" e "um homem sério". Do outro lado azarões como "Up" (infantil demais na segunda metade), "um sonho possível" (drama meio fast food) e "amor sem escalas" (mamãe quero me parecer com um filme independente barra irmãos Coen barra francês sem ligação com Hollywood). Possivelmente "Avatar" estava lá presente apenas para atrair a audiência, pois não há nada de novo no filme além de seu visual, a trama nem sequer é novidade. Sobrou para o filme de guerra barra documentário realista que, na verdade, só tinha "preciosa", "bastardos", "um homem sério" e "educação" como fortes concorrentes.


QUEM QUER SER MILIONÁRIO?
-SIM
Se ainda estivéssemos na década de 1990, "o curioso caso de Benjamin Button" teria levado o prêmio. Kate Winslet e Sean Penn se destacavam em "o leitor" e em "Milk", mas os filmes não se destacavam como filmes. Já "quem quer ser milionário" levou o mesmo oscar de "crash", um "valeu pelo modo como a história foi contada".


ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ
-SIM
Foi um oscar estranho, "Juno" era o filme mais popular da lista, os outros não fizeram tanto sucesso nos cinemas, mas "onde os fracos não têm vez" se destaca entre todos. Era um "fargo" bem mais ambicioso. E quando foi que Josh Brolin ficou tão sexy?


OS INFILTRADOS
-MÉH
Eu estava entre "a rainha", "a pequena miss Sunshine" e "cartas de Iwo Jima" que parecia ser o vencedor óbvio. No fim das contas o filme de Martin Scorsese acabou fazendo um bem danado para os seriados de tv, clones de "os infiltrados" começaram a pipocar na tela pequena.


CRASH
-SIM
"Munique", "Capote", "brokeback mountain" e "boa noite e boa sorte", adoro cada um dos filmes, mas você tem que admitir que, tecnologicamente, "crash" é uma novidade bem vinda. Desde "pulp fiction" a academia estava devendo um oscar para filmes que nos apresentam à novas maneiras de se acompanhar uma trama.


MENINA DE OURO
-SIM
Todos os indicados eram bons filmes, de verdade, mas o filme de Clint Eastwood realmente se destaca entre eles. Entre as outras categorias, "hotel Ruanda", "brilho eterno de uma mente sem lembranças" e "Kinsey' mereciam mais atenção.


O RETORNO DO REI
-MÉH
Sim, é méh mesmo. "Encontros e desencontros", "seabiscuit" e "sobre meninos e lobos" são típicos filmes que a academia adora, e são bons filmes. Mas parece que eles notaram, só agora, que, há um bom tempo, o preconceito contra filmes de fantasia e ficção estava bem evidente em muitos oscars. O filme de Peter Jackson é incrível, mas, entre tantos outros filmes bons ("mestre dos mares" não conta) o prêmio ficou com um ar de "vamos dar ao público o que ele quer".


CHICAGO
-SIM
"As horas" e o "pianista" são dois ótimos filmes, mas "Chicago" é um musical de responsa, um "moulin rouge" mais maduro.


UMA MENTE BRILHANTE
-MÉH
Não há nada de excepcional no filme, nem mesmo o prêmio de roteiro adaptado foi muito justo, adaptado de onde? eles tiraram tudo que era feio, gay e barman deixa a garrafa, e fizeram um filme todo certinho. O prêmio de roteiro adaptado poderia ter ido para "o senhor dos anéis" e o de melhor filme para "moulin rouge" que ressuscitou os musicais.


GLADIADOR
- SIM
Não é fácil virar a cara para filmes tão bons quanto "Traffic" e "o tigre e o dragão", mas é legal ver um épico de volta aos cinemas e ninguém ligou para o final meio "coração valente".