16.3.18

em cartaz - TOMB RAIDER, A ORIGEM



Eu sou fã desse jogo desde o primeiro game. Com a Lara eu enfrentei um dragão e invadi a área 51. Depois achei os filmes da Jolie meio exagerados. Os novos games são um reboot, com a Lara mais jovem e com tramas mais realistas. E esse novo filme é baseado nos novos games. Não se pode reclamar, tá tudo lá. Mas é difícil explicar o que acontece na tela, o filme é legalzinho, mas não é memorável. Faltou alguma coisa, não sei o quê. Talvez um vilão mais marcante, sei lá. Alicia Vikander está ótima, pena que o roteiro não ajuda muito a moça.


 
LOST


Ah não, essa trama melosa do ''pai e filha'' de novo? Bom, deixa quieto, a moça não vai voltar no tempo nem nada. Lara vive sozinha em Londres, seu pai sumiu há sete anos e ela se recusa a herdar sua fortuna. Ela acaba topando a parada para não perder a mansão da família e aí descobre o paradeiro do pai. Ele estava a caminho do mar do Japão, procurando a tumba de uma rainha japonesa numa ilha desabitada. Com a ajuda de um chinês bonitão, ela encontra a ilha, mas é capturada por uma organização que também está atrás da tal tumba. Até aí o filme é legal. Na última parte ele copia bastante ''A última cruzada'' do Indiana Jones. Tá certo, é tudo Tomb Raider, a ilha, a tumba, mas no filme as duas partes não combinam muito. O final tá cheio de ganchos para uma continuação. Ela seria bem vinda, precisamos de mais heroínas nas telas, mas escolham outro diretor e outro roteirista, por favor.


FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: tomb raider
ANO: 2018
PAÍSES: reino unido, eua
DURAÇÃO: 1h 58min
DIRETOR: Roar Uthaug
ELENCO: Alicia Vikander, Dominic West, Walton Goggins, Daniel Wu e Kristin Scott Thomas
ESTREIA BR: 15 de março
 
 
NA POLTRONA
 
10 min - herança
30 min - pistas
1 hora - ilha da perdição
 
 
 
 

Sem comentários: