8.3.18

CHP CLASSIC



Ainda estamos falando de Oscars? Em 1980, KRAMER VS KRAMER (1979) conquistou cada um dos ''Oscars principais'' (filme, direção, atores e roteiro), poucos filmes conseguiram essa façanha. Meryl Streep ganhou seu primeiro Oscar (atriz coadjuvante), e também foi o primeiro Oscar do Dustin Hoffman. Até o garotinho do filme, com oito anos (um recorde), recebeu uma indicação.
Na trama, a família Kramer sofre um abalo quando a mãe (Streep) resolve ir embora. Ela abandona o marido e o filho na cara dura. Com o passar do tempo, pai e filho vão se aproximando, se conhecendo melhor, e acabam criando uma rotina na casa. Aí a mãe desnaturada volta do nada e começa a lutar na justiça pela guarda do filho.
Tem uma sequência bem tensa no filme que surgiu do improviso. Hoffman perde o controle, se enfurece com a esposa, pega um copo e o joga na parede. Apesar do susto, Meryl não saiu da personagem e a cena foi parar no filme. 
Dustin e o garotinho também improvisaram toda a sequência do sorvete. Nos bastidores, o ator chegou a agredir Meryl Streep, de verdade, porque queria ''entrar no personagem''. Ela não o perdoou e nunca mais trabalhou com ele. Meryl começou a trabalhar no filme após a morte do namorado John Cazale e filmou algumas cenas enquanto estava grávida do marido Don Gummer.



 

Sem comentários: