16.7.17

DÊ UMA CHANCE PARA ...


Pra quem curte ''teorias da conspiração''. 
O homem havia acabado de voltar da Lua quando pintou um livro dizendo que o pouso lunar foi uma encenação, meteram até o nome do diretor Stanley Kubrick no meio. 
Em 1971, James Bond fez a mesma coisa; invadindo um set lunar de filmagem em ''Os diamantes são eternos''. 
Em 1977 foi a vez de Hollywood, pintou um filme que sujava a imagem da Nasa e tinha até gente na Casa Branca envolvida nessa sujeira (quantos filmes, hoje em dia, tem essa ousadia?).
CAPRICÓRNIO UM (1977) começa mostrando três astronautas (um deles é o OJ Simpson) esperando pela contagem regressiva. Eles serão os primeiros homens em Marte. De repente, um oficial abre a escotilha e pede pros astronautas saírem. Eles são levados do local, de avião, e o foguete Capricórnio 1 decola sem ninguém a bordo.
Os astronautas são levados até um local secreto e a verdade é revelada. O governo quer acabar com o programa espacial. Uma viagem para Marte seria a salvação, mas a Nasa ainda não tem a tecnologia necessária. Então os astronautas são levados até um improvisado estúdio onde deverão encenar um pouso em Marte. 
Eles são obrigados a participar desse plano, o chefão do programa espacial está ameaçando matar as esposas e os filhos dos astronautas.
Em um determinado momento, eles tentam a sorte e fogem do tal estúdio secreto, pra dar de cara com um enorme deserto, quente e vazio. Enquanto eles estão sendo caçados, antes que consigam chegar na cidade mais próxima, um repórter (o Elliott Gould) percebe que há algo estranho acontecendo e começa a investigar, colocando sua vida em risco.
Com jeitão de ''Arquivo X'', o filme tem um desfecho espetacular.
 

Sem comentários: