27.2.17

OSCAR 2017


Ah, que saudade das aberturas dos anos 1990, saudades do Billy Crystal. O Oscar deste ano começou com Justin Timberlake cantando uma das canções indicadas (eu tava torcendo por Moana). Aí o Jimmy Kimmel surge e faz piadas sobre o presidente, a gente já sabia que ia ser assim.

''Moonlight'' faturou o primeiro prêmio da cerimônia, ator coadjuvante. Depois, ''Esquadrão suicida'' levou o prêmio de melhor maquiagem e ''Animais fantásticos'' levou melhor figurino. ''A chegada'' ganhou uma estatueta por edição de som mas não por mixagem de som (normalmente, quem ganha um ganha o outro também), a melhor mixagem foi para ''Até o último homem'' (que no total, levou 2 Oscars, mixagem e edição).

Legal ver os vencedores das outras cerimônias antes de vermos os indicados do ano, não faltou o Jack Palance fazendo flexões no palco em 1992. Viola Davis levou atriz coadjuvante. O vencedor de melhor filme estrangeiro, apresentado por Shirley Maclaine, não compareceu, enviou uma carta metendo o pau no presidente americano. Logo depois, Gael Garcia Bernal fez o mesmo, ao apresentar o prêmio de melhor longa de animação, mencionando o famoso muro.

O primeiro Oscar de ''La la land'' foi o de direção de arte. Com Seth Rogen e Michael J Fox no palco, e um DeLorean, ''Mogli'' ganhou pelos efeitos especiais. No meio de tantos apresentadores estrangeiros, Kimmel mandou uma mensagem pro presidente Trump, perguntando se o cara ainda tava acordado. Também resgatou um quadro de seu programa onde celebridades ficam lendo tuítes sobre elas mesmas. O segundo Oscar de ''La la land'' foi o de melhor fotografia. E em seguida levou trilha musical e canção.

O beijo gay de ''Moonlight'' apareceu na telona, sem cortes (!!!). Não deu tempo de colocar o Bill Paxton no in memorian, mas a Jennifer Aniston falou sobre sua morte e se emocionou. Nostalgia, Ben e Matt apresentaram o Oscar de melhor roteiro original (Manchester à beira mar) e ''Moonlight'' levou o de roteiro adaptado. ''La la land'' recebeu o prêmio de melhor diretor, acho que Damien Chazelle deve ser o diretor mais jovem a levar este prêmio para casa. Casey Affleck foi escolhido melhor ator e Emma Stone a melhor atriz (Natalie Portman está nos últimos dias de uma gravidez e não pôde comparecer na cerimônia).

E aí chegamos na confusão do ano. Warren Beatty e Faye Dunaway apresentaram os indicados ao Oscar de melhor filme. Acontece que o ator estava com o envelope que premiou a Emma Stone, então Faye leu ''La la land''. Os produtores do filme subiram no palco, receberam suas estatuetas, um deles começou a falar e do nada alguém surgiu com o envelope certo onde dizia que ''Moonlight'' era o vencedor. Uma turma desceu do palco, outra, com o queixo no chão, subiu, estatuetas trocaram de mãos, mó vexame.


 MELHOR FILME

"Moonlight: Sob a Luz do Luar"


MELHOR ATRIZ

Emma Stone, por "La La Land - Cantando Estações"


MELHOR ATRIZ COADJUVANTE


Viola Davis, por "Um Limite Entre Nós"


MELHOR ATOR


Casey Affleck, por "Manchester à Beira-Mar"



ATOR COADJUVANTE

Mahershala Ali, por "Moonlight: Sob a Luz do Luar"


 

DIREÇÃO

"La La Land - Cantando Estações"


MELHOR ANIMAÇÃO

"Zootopia: Essa Cidade é o Bicho" 



ROTEIRO ORIGINAL

"Manchester à Beira-Mar"


ROTEIRO ADAPTADO

"Moonlight: Sob a Luz do Luar"


FILME ESTRANGEIRO

"O Apartamento" (Irã) 



DOCUMENTÁRIO

"O.J.: Made in America"


TRILHA SONORA

"La La Land - Cantando Estações"


CANÇÃO ORIGINAL


"City of Stars", de "La La Land - Cantando Estações"


MELHOR CURTA-METRAGEM

"Sing (Mindenki)", de Kristof Deák


MELHOR DOCUMENTÁRIO CURTA-METRAGEM

"The White Helmets", de Orlando von Einsiedel e Joanna Natasegara


MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO


"Piper: Descobrindo o Mundo"


FOTOGRAFIA

"La La Land - Cantando Estações"


EFEITOS VISUAIS

"Mogli: O Menino Lobo"


EDIÇÃO DE SOM


"A Chegada" 



MIXAGEM DE SOM


"Até o Último Homem"


MAQUIAGEM E CABELO


"Esquadrão Suicida"


FIGURINO

"Animais Fantásticos e onde Habitam"


MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

"La La Land - Cantando Estações"


MONTAGEM

"Até o Último Homem"

6 comentários:

Gilberto disse...

Convenhamos: a única coisa marcante desse Oscar 2017 foi a confusão do final, o resto deu foi sono.

Raul disse...

Acho mais que válido as críticas ao Trump. Artistas têm que defender a liberdade de expressao.
E a gafe foi péssima...

Anónimo disse...

Viu o ensaio de cuecas da calvin com os homens de moonlight?

ALESSANDRO SKYWALKER disse...

opa, eu vi o ensaio sim, eu deixei a postagem programada

Anónimo disse...

E não falou da pira olímpica no palco de Moana. pff

De cara dava pra ver que tinha algo errado. E as pessoas colocando a culpa primeiramente nos atores, as pessoas tem que re-aprender a assistir, largar o celular e pregar os olhos na tela da TV.

Detalhes passam desapercebidos entre um tweet e outro.

Mas quando falou La La Land eu fiquei desapontado, pensando que não conhecia mais nada da Academia, La La Land é um filme pra Golden Globes, a gente ta cansando de ver isso. Mas, como o Casey (mulheres 'novas' e homens veteranos ganham, ~normalmente~) ganhou eu logo desencanei, mas imediatamente veio o envelope dos sonhos. kkk

Adorei a abertura com o Justin, primeira música que de fato gosto desde o N'Sync.

Anónimo disse...

Um homofilme premiado na categoria mais destacada do Oscar! Quem diria? Isso também foi um marco na edição deste ano. E ele ainda foi um dos envolvidos na gafe histórica da organização do evento. ehehehehe