16.10.16

em cartaz - INFERNO


Sim, todos os livros do Robert Langdon são iguais. E agora podemos dizer o mesmo dos filmes. Isso é uma coisa ruim e uma coisa boa, a fórmula ainda funciona, mas ela ainda vai causar cansaço na gente. O primeiro filme gerou polêmica, mesmo deixando algumas polêmicas do livro de fora para evitar outras novas. O segundo filme foi mais covarde ainda, o maior segredo do livro nem sequer foi mencionado. E agora, o novo filme segue o livro a risca. São poucas as alterações, o clímax é mais movimentado, tem uma história de amor e um final diferente ... nhé.


O código perdido do inferno dos anjos.


Ainda assim, dá pra notar que a franquia amadureceu. O filme tá divertido. Se você leu o livro, o filme vai passar voando. Valeu a pena pelo turismo. O meu livro não é a versão ilustrada (eu recomendo os livros do Langdon em vr ilustrada), durante a leitura eu fiquei caçando os pontos turísticos no google. Reconheci todos eles no filme, hey, Dan Brown também pode ser educativo. Langdon acorda num hospital, do outro lado do mundo, sem nenhuma lembrança dos últimos dois dias. Aí pinta a coadjuvante feminina (Felicity Jones), um código que te leva até outro código e vilões misteriosos que começam a caçar o professor, que, pra variar, tem poucas horas para resolver o mistério, na maior correria. Valeu a pena pelas cenas de ação lá no final, mas as alterações, no plano do vilão (Ben Foster), deixaram um baita furo na trama. Eu realmente esperava pelo final anti hollywoodiano do livro, fazia muito mais sentido.













FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: idem
ANO: 2016
PAÍSES: eua, japão, turquia e hungria
DURAÇÃO: 2h 1min
DIRETOR: Ron Howard
ELENCO: Tom Hanks, Felicity Jones, Ben Foster, Sidse Babett Knudsen, Irrfan Khan e Omar Sy.
ESTREIA BR: 13 de outubro


NA POLTRONA

10 min - uma mente sem lembranças
30 min - o inferno de Dante
1 hora - um corpo que cai

2 comentários:

Anónimo disse...

Eu sabia que Hollywood seria covarde demais para adaptar o final do livro, tal qual fizeram com Anjos e demônios

TJ disse...

Uma bosta, não curti o filme.