5.9.16

DÊ UMA CHANCE PARA ...


Fato: ninguém consegue explicar o fracasso desse filme. A animação teve uma estreia decepcionante. Todo mundo correu pra ver o último Crepúsculo ou o Skyfall do James Bond. E o filme também saiu caro, precisava de uma boa bilheteria para dar lucro. Dizem que a Dreamworks perdeu uns 60 milhões, despediu 500 funcionários e resolveu lançar apenas 1 filme por ano após esse fracasso.

Mas qual é o problema com A ORIGEM DOS GUARDIÕES afinal? Eu adoro rever esse filme, apesar da dublagem br que quase estraga tudo (não sei quem é o tal de Thiago Fragoso, ele é horrível, e também não conheço a tal de Isabelle Drummond, ela até que passa), eu acho o filme bem divertido.
Ele é baseado numa série de livros. O autor William Joyce, dizem, carrega uma maldição. Outras adaptações do cara também deixaram a desejar: ''A família do futuro'' e ''O reino escondido''. Felizmente, o filme do Jack Frost conquistou uma legião de fãs, até fãs de sci-fi.

Conseguiu uma indicação ao Globo de Ouro de melhor animação e foi completamente ignorado pelo Oscar. Naquele ano, haviam muitos desenhos legais na lista dos indicados (tanto no Oscar quanto no Globo) e quem levou todos os prêmios foi o bobinho ''Valente'', da Pixar (o único filme, entre todos os indicados, que eu não quis ter em dvd).
Com a venda da Dreamworks fica difícil saber se esse filme vai ganhar uma continuação algum dia. Mas, hey, é assim que surgem os cults. Feliz natal, feliz páscoa e não esqueça o fio dental.

2 comentários:

Anónimo disse...

Assisti a Os guardiões no cinema e o considero uma animação bela e inesquecível. Já vi outras pessoas elogiarem também. Talvez ele seja redimido no futuro.

Fernando F. disse...

Eu amo esse filme. Amo o fato de eles não saberem mais lidar com crianças depois de tanto tempo no escritório heheheheheh
Achei a Isabelle (nova/velha Emília do sítio do pica-pau amarelo)horrível, já o Thiago (o loiro do primeiro beijo gay da TV brasileira) até que passa. Gostei dele como Linguini no ratatouille e gostei agora tbm