25.8.16

livro - A SAGA DO TIO PATINHAS



Não existe uma cronologia oficial nas HQs da Disney, alguns autores contradizem outros e tudo vira uma bagunça, de eventos e datas. Mas nos anos 1990 Don Rosa tentou botar ordem na casa. Ele pegou o Tio Patinhas, criado por Carl Barks, e vasculhou o passado do pato. Resgatou inúmeros detalhes das clássicas histórias criadas por Barks, sempre que um pedacinho do passado do personagem era mencionado, e juntou tudo numa única saga que, praticamente, explica tudo.

Esse encadernado traz os 12 capítulos da saga e mais 6 histórias do tipo flashback, que preenchem algumas lacunas. A trama começa no final do século 19, na Escócia, vemos o Patinhas ainda criança engraxando sapatos e ganhando sua famosa moedinha número 1. Depois ele resolve fazer fortuna viajando pelo mundo e, sempre que possível, ele envia dinheiro para os pais e as irmãs na Escócia. Aí nós vemos de tudo, seu primeiro encontro com os Metralhas, que ainda não usavam esse nome, sua primeira pepita de ouro, a ''namorada'' Dora Cintilante, a mania de nadar em dinheiro, a compra do casaco, da cartola, seus primeiros óculos, o destino de sua família, a chegada em Patópolis lá perto do final, e a construção da caixa forte. 

O livro ainda traz vários extras, capas originais, menciona os easter eggs, e mostra a árvore do clã Patinhas ao lado da árvore da família Patus. As duas famílias se encontraram quando o filho nervoso da vovó Donalda se casou com a irmã nervosa do tio Patinhas, aí nasceram o pato Donald e sua irmã Dumbela, a mãe de Huguinho, Zezinho e Luisinho. Acho que essa é a parte mais divertida da HQ, o modo como brincam com o passado, gerando o presente que conhecemos. Há também vários momentos emocionantes. Valeu cada centavo.










Sem comentários: