22.8.16

10 HOMOSSEXUAIS QUE NUNCA FIZERAM HOMOSSEXO

ROBERT DRAKE (X-MEN)
Edição #1, Bob se apaixona por Jean Grey, depois veio Opal, Lorna, Mística, e sua primeira namorada foi uma tal de Zelda. No cinema ele namorou a Vampira e a Kitty. Em 2015, os jovens x-men visitaram o futuro, o nosso presente, e a jovem Jean fez o jovem Bobby sair do armário. E aí o Bob adulto confirmou a história. Mas e os namorados? Ninguém desde 1963?


PAUL VARJAK (BONEQUINHA DE LUXO)
No livro de Trumam Capote o escritor é homossexual. E a personagem de Audrey é bi. Nem sonhando que a gente veria esse tipo de coisa num filme de 1961.


BRICK POLLITT (GATA EM TETO DE ZINCO QUENTE)
Ele passa o filme todo deprimido por causa da morte de um amigo. Você não vai conferir todos os detalhes da peça de Tennessee Williams no filme de 1958 por causa da censura. Acontece que o amigo, Skipper, se matou porque Brick o rejeitou. Agora Brick começa a questionar sua própria sexualidade.



CABO FIFE (ALÉM DA LINHA VERMELHA)
Será que o Adrien Brody chegou a ler o livro no qual o filme foi baseado? Seu personagem é homossexual e ele, alegremente, alivia a tensão de seus companheiros durante a guerra. No filme ele não ganhou muito espaço.


LESTAT (ENTREVISTA COM O VAMPIRO)
Alguma coisa o Tom Cruise fez de errado, não conseguiu conquistar o Brad Pitt. Aí você vai dizer ''Louis é hétero, é 1994, classificação 14 anos''. Porém, o filme não se segurou perto do final, fica bastante claro que Louis e Armand tiveram um homocaso.


HOWARD BRACKETT (SERÁ QUE ELE É?)
Filme temático para heterocaras, difícil acreditar que foi escrito por um homossexual. Alguém já se descobriu gay desta maneira? E que tal aquele tape que testa sua sexualidade? Howard é gay mas não tem nada físico nessa história. Um beijo do Tom Selleck o deixou transtornado.


DUMBLEDORE (HARRY POTTER)
A autora apenas disse ''eu sempre pensei no personagem como homossexual'', muitas outras coisas vieram da boca do povão. Um amor não correspondido com um certo bruxo das trevas? Talvez. Alguma outra paixão? Necas. Nada desde a prisão de Grindelwald em 1945.


CHRIS KELLER E TOBIAS BEECHER (OZ)
A maior história de amor do seriado, até pintar o ciúme doentio. Mas nada de cenas mais ousadas, apenas beijos (e socos). E olha que, durante toda a série, a gente viu muitos caras fazendo sexo nessa prisão (alguns contra a vontade).


WILL TRUMAN (WILL & GRACE)
Oito temporadas e quatro beijos. Quando ele finalmente arrumava um namorado, não pintavam indícios de que os dois haviam passado uma única noite juntos. Ok, tv aberta, final dos anos 1990, um pouco dos anos 2000, mostrar um único homobeijo já era complicado. Mas o seriado não se segurava quando o assunto era a vida sexual do Jack barra Grace barra Karen barra Rosário. Por que o Will tinha que viver como uma freira num convento?

2 comentários:

Arthur Beaverhousen disse...

Excelente kkkk

Mas nunca senti falta de beijos em Will & Grac.... mentiraaaaaa teve vários crushes do Will que eu desejava que ele lascasse um beijo daqueles.

O baixinho ciclista do ep de Halloween. O baker boy, gente imagina um beijo no Stuart Townsend... sem falar o que seria um beijo no Patrick Dempsey.

Anônimo disse...

Will & Grace é decepcionante mesmo nesse quesito.

ac.ac.