24.4.16

DÊ UMA CHANCE PARA ...


Assim como no filme da Marilyn Monroe (de 1956), o título brazuca NUNCA FUI SANTA não tem nada a ver com o filme. Eta povinho sem imaginação. Enfim, esse NUNCA FUI SANTA é uma comédia romântica de 1999. Diverte por ser bem simples, é gostosa de assistir. Tem vários momentos engraçadinhos e pega leve nas partes dramáticas.

Megan é uma líder de torcida, ela tem um namorado mas não curte muito o cara. Suas amigas na escola começam a desconfiar, seus pais ficam revoltados. Megan pode ser homossexual.
A moça é levada pelos pais até uma escola de educação heterossexual (eles dão até diploma de heterossexualidade), após ver um vídeo sobre ''como é terrível, errado e nojento ser gay'', ela é levada até um quarto, completamente rosa, que ela vai dividir com outras alunas. Vestida de rosa, Megan vai aprender a ser mais feminina, vai fazer as unhas, vai ter aulas de dona-de-casa, se vestir de noiva e aprender heterossexo.

A escola também aceita meninos. Todos eles se vestem de azul e assistem aulas sobre masculinidade, de conserto de automóveis a cusparadas no chão. A professora megera de heterossexualidade tem um filho enrustido, o delicioso Eddie Cibrian. Cuidando do jardim com pouca roupa, ele mexe com os alunos e com o professor ''ex-gay''.



Megan quer se formar. Ela não quer deixar seus pais tristes. Mas ela se apaixona por outra aluna, Graham, e é correspondida. Michelle Williams e RuPaul (encontre-a) também estão no elenco. Há uma cena adicional no meio dos créditos finais.
Essa singela comédia merece ser redescoberta.


FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: but i'm a cheerleader
ANO: 1999
PAÍS: eua
DURAÇÃO: 1h 25min
DIRETORA: Jamie Babbit
ELENCO: Natasha Lyonne, Michelle Williams, RuPaul, Eddie Cibrian e Clea DuVall

Sem comentários: