16.1.16

livro - STAR WARS alguma coisa alguma coisa LADO NEGRO


Três livros novinhos (2015) ou seja, segundo as benditas leis da Disney, eles fazem parte da cronologia oficial, não é ''lenda'' (lenda = qualquer filme, seriado, jogo, HQ ou livro anterior a 2014). E essa coleção se chama ''jornada para star wars, o despertar da força''. Cada livro traz uma ''dica preciosa'' sobre o novo filme. Então cada autor teve acesso ao roteiro do novo filme antes da estreia? Que nada, mó pegadinha, só pra você comprar os livros.

Os três livros são narrados por personagens que vivem na época do ''despertar''. O velho Han Solo, a General Organa (ex princesa Leia) e o C3PO com o braço vermelho. E isso é todo o ''despertar da força'' que você vai ver nos livros. Os contos são da época da trilogia clássica e fazem referências à segunda trilogia também. As histórias são bem simplórias, é quase infantil, e são bem curtas. Dá pra passar o tempo.

Em A ARMA DE UM JEDI, Luke, que acabou de explodir a Estrela da Morte, é guiado pela Força até um planeta onde ele encontra as ruínas de um templo Jedi. É lá que ele vai aprender a manipular a Força. Sem nenhuma midi chlorian no livro (yaay), o autor explica o funcionamento da Força de uma maneira bem legal.

Em A MISSÃO DO CONTRABANDISTA, Han Solo e Chewbacca recebem uma missão da princesa Leia, logo após a destruição da Estrela da Morte (IV). Eles precisam resgatar um valioso aliado da Rebelião, um cara chamado Ematt (que está presente no novo filme). Os personagens coadjuvantes são legais, a vilã é nota dez e a batalha espacial no final é um show.

Em ALVO EM MOVIMENTO, os rebeldes descobrem que o Império está construindo uma segunda Estrela da Morte no sistema de Endor. Enquanto a frota rebelde se reúne, a princesa Leia tem a ideia de criar uma distração para o Império do outro lado da galáxia. Ela vai passar por quatro planetas, com agentes do Império na sua cola. Esse é o livro com o conto mais bem elaborado. E os autores não têm medo de sacrificar alguns personagens. Eu ri muito com a piada do sutiã dourado.

Sem comentários: