23.12.15

CHP CULT


Como não amar esse filme? E a mensagem que ele passa? E tem um pouco de ficção científica também, sabia?
A VIDA EM PRETO E BRANCO é um filmaço de 1998, conseguiu 3 indicações ao Oscar (trilha, direção de arte e figurino). Levou um tempão para ser lançado em dvd no Brasil, até comprei um dvd importado para não ficar sem esse filme na coleção (e aí o blu brasileiro apareceu algum tempo depois, grrr).

Tobey Maguire é apaixonado por um seriado de tv dos anos 1950 chamado Pleasantville. Está tendo uma maratona de episódios na tv e ele não quer perder nada, mas sua irmã chata, Reese Witherspoon, aparece no pedaço. Eles brigam pelo controle remoto, que acaba quebrando. Mas tudo bem. Um técnico aparece do nada e lhes dá um controle novinho em folha. E esse estranho controle manda os dois para dentro do seriado, eles agora são os filhos do casal principal (William H. Macy e Joan Allen). Tobey tenta manter as coisas como estão, ele conhece as regras. Mas também acha engraçado o fato da cidade não ter fronteiras (ou banheiros).
Enquanto isso, sua irmã resolve ensinar o namorado a fazer sexo. Coisas desse tipo alteram o universo da série. Algumas pessoas começam a ganhar cores e são vítimas de preconceito por conta disso. O final não tem jeitão de final, ficam algumas perguntas, mas nada disso compromete o filme.

Sem comentários: