20.8.15

dvd - LIGA DA JUSTIÇA, DEUSES E MONSTROS


Eu comprei esse dvd já faz algum tempo, e ele ficou pegando mofo na pilha de filmes ''para assistir'' porque eu tava meio chateado. Eu já havia visto ''Liga da Justiça, trono de Atlântida'', também de 2015, e não tava gostando do rumo desse novo reboot da LJA. ''Trono de Atlântida'' foi fraco demais. Resolvi dar uma chance para ''Deuses e Monstros'' porque é um universo alternativo. Esse filme não só recebeu boas críticas como também deu origem a um webseriado (que eu ainda não conferi). E não se pode falar mal da dublagem bê erre, só tem profissionais. Se bem que, desde o reboot, tá difícil engolir a nova voz do Shazam. Mas tudo bem, ele não tá nesse filme.


- Acredita que o mundo não gosta da gente?


Nesse universo alternativo, o Superman é filho do general Zod. Sua mãe ainda é Lara-El. Então, por conta dos genes, o cara é meio vilão meio mocinho. Quer dizer, ele lidera a Liga da Justiça, mas não pega leve com os vilões. Essa nova Liga simplesmente mata os criminosos sempre que possível, tudo pela paz mundial. Por essa razão, muitas pessoas acham que eles são apenas assassinos que trabalham para o governo, o que os impede de tentar dominar o mundo? Ao lado do Sups está um cientista que se transformou em vampiro, e ele curte sangue humano. E a Mulher Maravilha veio do espaço, ela é filha do Pai Celestial (não pergunte, sou marvete).
Preocupados com a imagem da Liga, o Sups Hernan Guerra (ele foi criado por um casal de mexicanos), a Mulher Maravilha Bekka e o Batman Kirk Langstrong, tentam mudar suas maneiras. Mas alguém está cometendo crimes e botando a culpa na Liga. Agora tá difícil conseguir a aceitação do povão. 
Novidade numa animação Warner barra DC, mulher pelada. Ok, ela é feita de metal liquido, ou algo parecido, mas ela precisa ter mamilos?












FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: justice league, gods and monsters
ANO: 2015
PAÍS: eua
DURAÇÃO: 76 min
DIRETOR: Sam Liu (Superman e Batman inimigos públicos, Crise em duas Terras)
ELENCO DE VOZES: Benjamin Bratt, Michael C. Hall, Tamara Taylor, C. Thomas Howell e Richard Chamberlain.

Sem comentários: