10.6.15

ANATOMIA DE UMA CAIXA


Apesar de já ter comprado esse filme em blu, eu não me livrei do dvd, eu adoro essa caixa. Essa é a primeira edição de ''Brokeback mountain'', lançada em novembro de 2006. O filme já havia passado pelo Oscar, o dvd veio com as indicações (8) e com os prêmios (3) no poster. Lá embaixo a gente lê: o amor é uma força da natureza. É bonitinho, mas também funciona como um ''hetero-alerta de conteúdo''. O poster não é original, ele foi propositalmente criado a partir do poster de outro filme. É um golpe baixo de marketing, mas BBM agradece pelo empurrãozinho.



Nessa edição br, eles escreveram Gyllenhaal certinho, mas Anne Hathaway virou ''Anne Hathanaway''. No poster do blu-ray isso foi corrigido, ou seja, meu dvd agora é item de colecionador.



A sinopse fala de prêmios internacionais e de um amor secreto e belo, sem usar palavras como ''gays'' ou ''homossexuais'', ou seja, é para ser visto como um filme qualquer. O aviso de conteúdo pega pesado: o tema é homossexualidade (só isso?) e o filme contém violência, linguagem obscena e relação sexual, agressão física e assassinato (spoiler?). Nada de nudez, os peitos de Anne Hathaway não foram notados.



A caixa interna se desdobra e traz um poster bonitinho.


Do outro lado, vemos a bela cena final (quando você começa a chorar até dizer chega), e o poster titânico do filme nos dvds. Tirando os discos, você encontra Heath Ledger abraçando Michelle Williams e Jake Gyllenhaal ao lado de Anne e o bebê. 



Essa cena se tornou o polêmico heteroposter de BBM. Ele foi criado para facilitar a vida dos heterossexuais, assim eles não passam vergonha na fila do cinema. E essa moda nunca foi embora, meu dvd de ''Direito de amar'' (um filme de Tom Ford, com Colin Firth) veio com a versão heterossexual do poster.

1 comentário:

Rafael Caribe disse...

Eu lembro da polêmica com os cartazes promocionais de Direito de Amar, pq basicamente mostram que o filme é um romance entre colin firth e a julianne moore, oq não estar correto. O DVD que eu tenho tem duas versões de capa, uma com a juli e o colin deitados lado a lado e o outro o busto dele e o busto dela em destaques num fundo branco. Nenhum dos dois faz nenhuma menção a qualquer ponto homosexual da trama.

Em DVDS, Tema é sobre o que o filme aborda e não os pontos que restrigem a faixa etária. Mas tem tanto "tema" bizarro que eles colocam, por exemplo bastardos inglorios (tema: Ação ?!), A Pele que Habito (tema: drama ?!), A Pequena Miss Sunshine (tema; concurso de beleza. Mais simplismo q isso? impossível.) e A Rede Social (tema: Realização ?!). Na minha versão de Brockback Moutain tem contém que a censura é 16 pq contém "violência, linguagem obscena e relação sexual" e N tem tema, esse "hábito" de botar tema vem diminuindo (a minha versão do DVD é de 2012).