20.5.15

GALERIA DO TERROR


Existem filmes de terror.
E existe POLTERGEIST.

Quando eu era criança, existiam dois filmes de terror que estavam acima dos demais. O primeiro era ''O exorcista'', um filme proibido, ninguém o via e ponto final. Havia uma maldição, o filme dava azar, muita gente morreu só de ver o filme (diziam na escola).
O outro filme era POLTERGEIST, um filme mais ''inofensivo'' em comparação, tinha crianças no elenco e foi exibido na tv. Mas, caramba, como dava medo. Ok, muita coisa nesse filme dava medo e foi dessa maneira que ele marcou a infância de muita gente, o terror estava dentro de casa, dentro da nossa amada televisão.
Eu tinha um palhaço sorridente, com uns cinquenta dentinhos aparecendo num sorriso tenebroso, depois de ver o filme me livrei daquela coisa. Numa noite, a tv saiu do ar e a tela com chuviscos apareceu de repente, meu coração pulou uma batida.
O filme também me ensinou a contar os trovões.
Pena que POLTERGEIST foi exibido com cortes, típico da Globo, porque, quando vi o vhs, fiquei imaginando como eu teria reagido ao ver as cenas cortadas quando era mais novo.
Foi só nos anos 1990 que fiquei sabendo da ''maldição de poltergeist''. Mas eu nunca dei crédito para esse tipo de coisa. Eram coisas do tipo ''o assistente do assistente do diretor de fotografia morreu atropelado doze anos após ter trabalhado no filme'', muita bobagem. Só lamentei a morte da pobre Heather O'Rourke, por conta disso sinto um nó no coração ao rever o filme. Ela tinha um jeitinho fantasmagórico e inocente ao mesmo tempo, era a própria alma do filme. Difícil imaginar um ''Poltergeist'' sem ela (tá animado com o remake que estreia amanhã? Eu não).
O filme de 1982 sabia onde colocar os efeitos especiais. Diferente dos filmes atuais, POLTERGEIST era sustentado por uma boa história (co-escrita por Steven Spielberg) e não usava os efeitos e a trilha musical para dar sustos, apenas para passar alguma tensão.
Quando Carol Anne vai parar no outro mundo, nós não vemos nada, não sabemos como é lá ou onde é lá, o filme mexe com a nossa imaginação. 
Ainda na década de 1980, os filmes de terror resolveram ser mais visuais e não escondiam mais nada, acabando com a verdadeira diversão. E assim, POLTERGEIST entrou para a história como um dos melhores filmes de terror já feitos.














FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: poltergeist
ANO: 1982
PAÍS: eua
DURAÇÃO: 114 min
DIRETOR: Tobe Hooper (o massacre da serra elétrica)
ELENCO: Craig T. Nelson, JoBeth Straight, Dominique Dunne, Oliver Robins, Heather O'Rourke e Zelda Rubinstein
PRÊMIOS: indicado para 3 Oscars (efeitos, edição de som, trilha musical)

3 comentários:

Chris Eldridge disse...

Eu acho a versão original genial, assustadora - não sei pra que esse remake!

Gossip of Men
gossipofmen.blogspot.com.br

raul disse...

"Venha para a luz, Caroline..."
10 fantasminhas meus também pra Poltergeist!

Juliano disse...

Existem apenas dois filmes de Terror: O Exorcista e Poltergeist. O resto é resto