21.3.15

DÊ UMA CHANCE PARA ...


Se você não conhece os filmes de Jean-Luc Godard, é melhor não começar por JE VOUS SALUE, MARIE (ou ''eu vos saúdo, Maria'') de 1985. O filme pode parecer bem confuso e a trama precisa ser escavada dentre várias sequências estranhas.
O filme foi proibido de entrar no Brasil, até o cantor Roberto Carlos foi contra a exibição dele. Mas o dvd chegou sem problemas, vinte anos depois.
Na trama, uma moça chamada Marie trabalha num posto de gasolina com seu pai e namora um taxista chamado Joseph. É um namoro complicado, ela não deixa o cara tocar nela, nem mesmo um beijo, e o relacionamento já tem dois anos.
Um dia, um cara, acompanhado por uma menina, entra no táxi de Joseph, vai até o posto de Marie e lhe diz que ela terá um filho, sem deixar de ser virgem.
Sentiu o drama?
O filme brinca bastante com essa ideia, principalmente depois que o garoto nasce, e o desfecho é muito maluco.
Paralelamente, o filme mostra um professor que tem um caso com uma de suas alunas. Nada a ver com a trama principal. Marie passa boa parte do filme recitando poesias existencialistas durante a gravidez. O filme é como se fosse um sonho confuso e tem muita nudez feminina. O Joseph é bonitinho, mas nunca tira a roupa. Juliette Binoche, com 21 anos, aparece numa ponta.


FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: Je vous salue, Marie
ANO: 1985
PAÍSES: frança, suíça, reino unido
DURAÇÃO: 75 min
DIRETOR: Jean-Luc Godard
ELENCO: Myriem Roussel, Thierry Rode e Philippe Lacoste.

Sem comentários: