1.2.15

GALERIA DO TERROR


Em 1999, Tim Burton se deu mal. Por conta de algumas cenas, bem realistas, de decapitação, o filme A LENDA DO CAVALEIRO SEM CABEÇA recebeu uma classificação +18 nos isteites. Isso é a morte para muitos filmes, crianças e adolescentes são a maioria nos cinemas norte americanos. O dvd também recebeu essa classificação, mas aqui no Brasil ninguém liga para esse detalhe. O filme tem 18 decapitações e um cara fatiado ao meio. Há poucas cores no filme, só para deixar o vermelho do sangue ainda mais vermelho (em alguns momentos, o sangue falso é de péssima qualidade). Cenários obscuros, uma árvore retorcida, Christina Ricci vestida de Beetlejuice no final, trilha sonora de Danny Elfman, Lisa Marie flutuando, é um filme do Tim Burton, bem visual. Perdeu o Oscar de fotografia e de figurino, mas levou a estatueta de direção de arte.
Na trama, Johnny Depp é um policial moderninho que deixa niuiorqui para investigar três mortes numa pequena cidade, usando seus métodos científicos. Mas, segundo a população, um cavaleiro sem cabeça do inferno é o responsável pelas mortes. O policial quer manter os dois pés no chão mas ele se assusta fácil. E esse é o ponto fraco do filme: a atuação do Johnny Depp.
Seu personagem se assusta com alguma coisa, chega a desmaiar, e depois pinta algo ainda mais assustador e ele tem uma reação do tipo Keanu em ''Drácula'' (curiosamente, Francis Ford Coppola é o produtor executivo desse filme). A coragem do personagem vai e volta, ele não suporta ver um cadáver, mas a cena da bruxa com olhos saltitantes (o filme forçando a barra), ele tira de letra. 
Tirando isso, o restante do filme é muito legal, principalmente a trama: o mistério, o verdadeiro vilão, as pistas se conectando, a revelação, ele foi muito bem escrito, não há furos.














FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: sleepy hollow
ANO: 1999
PAÍSES: eua, alemanha
DURAÇÃO: 105 min
DIRETOR: Tim Burton
ELENCO: Johnny Depp, Christina Ricci, Miranda Richardson, Michael Gambon, Casper Van Dien, Jeffrey Jones, Richard Griffiths, Ian McDiarmid, Michael Gough, Christopher Walker, Lisa Marie, Peter Guinnes, Martin Landau e Christopher Lee.
PRÊMIOS: Oscar de melhor direção de arte.

1 comentário:

Luiz Fernando disse...

Eu adoro esse filme!!!