9.2.15

DIGA ''SIM'' ÀS DROGAS


É preciso fazer alguns malabarismos pra poder curtir esse filme. Ele não estreou num momento legal. Mel Gibson estava no fundo do poço, xingando judeus, dirigindo embriagado e batendo em mulheres. Sua amiga Jodie Foster veio socorrer o cara, ela dirigiu e atuou em UM NOVO DESPERTAR. Se você puder esquecer o asqueroso Mel durante o filme, e se concentrar em seu personagem apenas, tá limpo. Outra coisa, esse filme não é uma comédia, não tente transformá-lo em uma. Pessoas que só conseguem se comunicar através de fantoches, isso é real, elas existem. Mas o filme não se aprofunda muito no tema, ele deveria ser mais dramático e sombrio, caso queira ser levado a sério. Ele só pega pesado no final.
Mel é um cara deprimido, não liga mais pra esposa e nem pros filhos. Herdou a empresa de seu pai mas não se importa se os negócios vão mal. O que ele mais quer agora é se matar. Mas antes disso, ele encontra um fantoche no lixo, um castor, e descobre que é muito mais fácil conversar com as pessoas através do boneco. O castor, com sua própria personalidade, assume o controle. Ele conserta o casamento do cara, o aproxima de seus filhos, e, graças a uma nova linha de brinquedos (baseada nele mesmo), salva a empresa da falência. Tudo começa a dar errado quando o castor impede a personalidade de Mel de voltar à tona. E aí começa uma briga entre os dois.
Eu disse que o filme não é uma comédia, mas é impossível não rir dessa briga. E quando ela termina de uma maneira trágica, o sorriso morre na sua boca.
Por alguma razão, uma trama paralela, e inútil, nos mostra o filho mais velho de Mel enfrentando seus próprios problemas e comprometendo o ritmo do filme.













FICHA TÉCNICA

TITULO ORIGINAL: the beaver
ANO: 2011
PAÍS: eua
DURAÇÃO: 91 min
DIRETORA: Jodie Foster
ELENCO: Mel Gibson, Jodie Foster, Anton Yelchi e Jennifer Lawrence.

Sem comentários: