30.5.14

VOCÊ É TÃO FUCKING HOT, CLINT WALKER







MALÉVOLA


A primeira coisa que nos prometeram foi: um novo filme da Bela Adormecida pelo ponto de vista da bruxa Malévola. E aí depois pintou aquela foto da Angelina Jolie com os chifres. Ok, o filme é da Disney e faz uso do mesmo figurino do desenho de 1959, e até usa os mesmos diálogos em alguns momentos. Mas as semelhanças acabam por aí. MALÉVOLA é uma nova versão do clássico de 1959, transforma heróis em vilões e vilões em heróis, também traz um final completamente diferente. Então não pense que você vai ver uma versão em live action da animação de 1959, MALÉVOLA é outro filme e Angelina Jolie é outra Malévola.


 - Cruzes, uma criança. Não quero pegar caxumba.


Malévola é uma fada que protege o reino das criaturas mágicas de humanos invasores. No reino de Moor vivem fadas, duendes, ents e outros pokemons. Ainda criança, ela se torna amiga de um humano chamado Stefan. Os dois crescem juntos e se tornam namorados. Mas Stefan (Sharlto Copley agora) deseja se tornar rei, e para isso precisa livrar o reino dos habitantes mágicos de Moor. Então ele trai a confiança de Malévola e consegue o que quer. Com o coração partido, a fada se torna malvada e resolve contra atacar ao descobrir que o rei Stefan acabou de ganhar uma filha. Aí pulamos para o terreno conhecido do desenho de 1959. Malévola vai até o castelo e joga uma maldição na pequena Aurora, blá blá blá 16 anos blá blá blá dedo na roca e capuft, sono eterno. Aurora vai viver com as três fadas boas na floresta, elas são apenas o alívio cômico e sua participação no filme é pequena. Malévola acompanha o crescimento de Aurora durante 16 anos, vigiando e protegendo a menina, uma vez que as fadas boas são imprestáveis como babás. Tudo pra garantir a perfeita execução da maldição, mas ela começa a se apegar demais a Aurora. O filme tem efeitos especiais legais, o visual também, fica meio bobinho e meigo no final, mas é bunitinho. Pra todas as idades, sabe como é.











VEJA TAMBÉM: Willow na terra da magia, Para sempre Cinderella, Branca de Neve e o Caçador, Alice no país das maravilhas (2010).

29.5.14

ENTÃO TÁ




OS SUSPEITOS


Isso é um saco, se você já viu o trailer, então você já viu boa parte do filme, os primeiros 50 minutos pelo menos. Ainda bem que OS SUSPEITOS é um filme beeeem longo, ele ainda tem muita coisa pra mostrar. O modo como a trama se arrasta um pouco lá no meio incomoda muitos elefantes. Mas a longa duração não é o fim do mundo, o filme está cheio de ótimas atuações e de momentos tensos. A trama decola rapidinho, depois o filme diminui o ritmo, mas tudo bem, a brincadeira é tentar descobrir a identidade do vilão, e assim, durante o filme, há várias distrações, o final tem que ser uma surpresa.


- Devagar aí, que tal um jantarzinho antes?


Hugh Jackman e Maria Bello são os Dover. Terrence Howard e Viola Davis são os Birch (eu disse Birch). O filme começa com um jantar de ação de graças, as duas famílias estão juntas na casa dos Birch. Enquanto os adultos estão festejando, as meninas Anna e Joy saem para brincar lá fora. Algum tempo depois, os pais dão pela falta das filhas. As duas desapareceram no ar, mas um trailer foi visto passando pela rua. Aí entra o detetive Gyll-o, procurando pelo sequestrador das meninas. Ele encontra o trailer e prende o suspeito. O cara é impossível de ser interrogado, raramente abre a boca, e não há nenhuma evidência no veículo. Jackman tem certeza de que o cara é o sequestrador e resolve fazer justiça com as próprias mãos. Ele sequestra o suspeito, prende e tortura o cara numa casa abandonada tentando conseguir uma confissão. Enquanto isso, Jake ainda está atrás do sequestrador, e ele tem uma pista quente. Quer dizer então que Jackman está torturando um homem inocente? Nos minutos finais, OS SUSPEITOS quase vira um filme de terror, vai acontecer uma coisa horrível com o Canguru Jackman, coitado. O final aparece sem aviso, é um tanto desconcertante (hey, eu sou meio claustrofóbico ...) mas foi legal. A melhor atuação do filme é de Melissa Leo. Eu queria o filme em blu-ray mas a grana tava curta, com 153 minutos de duração você esperava ver um dvd carregado de extras?











VEJA TAMBÉM: A troca, O silêncio dos inocentes, Código de conduta, O sol é para todos, O preço de um resgate.

DÊ UMA CHANCE PARA ...


Eu havia acabado de ver um filme da Disney chamado ''se minha cama voasse'' (por onde anda esse filme?), dando uma de Mary Poppins, mas sem sucesso. Aí vi o vhs de SE MEU APARTAMENTO FALASSE, mesmo nome, pode ser legal, e o cara da locadora me disse que esse filme era uma das melhores comédias já feitas. A newsweek confirma isso, mas eu nunca vi ''se meu apartamento falasse'' como uma comédia. Ele tem uma dose de humor, mas não é uma comédia de verdade. Também não dá pra chamar apenas de drama ou apenas de romance, é um daqueles deliciosos filmes que não pertencem a gênero algum.
Foi indicado para 10 Oscars e levou 5 estatuetas, incluindo melhor filme, em 1961. Quer dizer, não é qualquer filme, é um filme famoso. Mas eu estou levando em conta os leitores do blog, já vi que tem muita gente dos anos 1990 por aqui e barra ou que só está aqui por conta do ''homens'' no título do blog. Essa é pra você Rafael, no ano passado fiz você assistir a trilogia do Indiana Jones pela primeira vez na vida, que vergonha...
Jack Lemmon é o pobre e inocente Bud Baxter, ele é solteiro e vive sozinho num ap em NY, mas nem sempre pode voltar pra casa após um dia de trabalho. Bud costuma emprestar seu apartamento para os encontros sexuais barra extra conjugais de seus chefes, em troca de uma promoção que ainda é uma promessa. Quase todos os dias, Bud é forçado a ficar na rua enquanto alguém está usando seu ap. Chegou a deixar a cama no meio da noite e foi dormir no Central Park, pegando um resfriado. Tudo isso para poder ser promovido. No trabalho, Bud conhece a ascensorista Fran (Shirley MacLaine) e tenta paquerar a moça sem saber que ela está de caso com um de seus chefes, e ele também está interessado em usar o ap de Bud, afinal de contas ele é um homem casado. Fran está perdidamente apaixonada e a ponto de cometer uma loucura. O filme está cheio de segredos e de mentiras, isso deixa você maluco porque você está sempre por dentro de tudo e os personagens passam por vários desentendimentos enquanto a trama se enrola em torno de si mesma, prejudicando a todos, principalmente o pobre Bud. Ou seja, você não consegue parar de assistir, você precisa saber como é que essa história vai terminar. 

27.5.14

FUCK YEAH! CANGURU JACKMAN



E O NOVO X-MEN, JÁ VIU?



26.5.14

UMA BABÁ SEMI PERFEITA


Muito cuidado com esse livro. Aproveitando o lançamento do filme ''Walt nos bastidores de Mary Poppins'', o livro de 1934 ganhou uma edição brasileira meio esquisitona. Ele é exageradamente grande (tem uns 28cm), o texto é pequeno e as páginas estão cheias de espaços vazios, outras trazem desenhos toscos e desnecessários. O livro também não tem uma lombada, o nome ''Mary Poppins'' foi escrito no papel das próprias páginas, que fica ali exposto. O livro é feio e, caso você seja fã do filme como eu, você pode se espantar ao ver como ele é infantil.
O livro é para as crianças da década de 1930. Para nós, parece um Harry Potter em alguns momentos (hum, isso explica o sucesso de vendas). As filhas de Walt Disney amavam os livros de Mary Poppins, e pediram para que o pai fizesse uma adaptação, mas ele mudou muita coisa. E como é que PL Travers chega dizendo que não quer ver animação alguma no filme se o livro dela está lotado de animais falantes?
Sua Mary não se parece com Julie Andrews, ela é quase uma megera. Algo fantástico acontece com as crianças e depois a babá diz que nada aconteceu, fazendo Michael e Jane se perguntarem se tudo não passou de um sonho. Uma vez que Mary Poppins se irrita quando é interrogada sobre qualquer coisa. Se a babá já um completo mistério no filme, você vai ficar bobo ao ver quantas coisas malucas acontecem no livro sem nenhuma explicação. É como se Mary fosse a própria Mãe Natureza e não apenas um tipo de bruxa ou de fada. O livro até revela que ela tem uma prima em primeiro grau por parte de mãe, uma cobra falante (!?!) que vive num zoo.
Travers tinha todo o direito de detestar a adaptação, o livro e o filme pertencem a dois universos diferentes. Ela escreveu outros cinco livros, sobre Mary Poppins, de 1944 a 1989.

OLÁ DE NOVO, ANNA FARIS


MICHAEL FASSBENDER E JAMES McAVOY NA TUMBLRLÂNDIA














Você ainda se lembra de quando a moda era ''Edward barra Jacob''?

FUCK YEAH! MATT E MARK, DE NOVO





25.5.14

chp apresenta



ARQUIVO X
EDIÇÃO ESPECIAL


Hoje é dia do orgulho nerd, e não existe nada mais nerd que ARQUIVO X, ok, tem star wars e star trek, mas essas franquias já ganharam uma ou duas edições especiais por aqui. ARQUIVO X surgiu na década de 1990 e conquistou uma legião de fãs de imediato, novos nerds numa nova geração, cada episódio parecia um mini filme e logo na primeira temporada haviam muitas tramas incríveis.
Surgiu o MDS (o monstro da semana) e a grande conspiração, terror e suspense, segredos e lendas urbanas, um pouco de romance e até de comédia. Você era Fox Mulder ou Dana Scully e você queria acreditar.


Criado pelo surfista Chris Carter, o seriado se tornou um fenômeno mundial e uma maldição. Ele até tentou emplacar outros três seriados mas apenas ''Millennium'' conseguiu dar uns passos mais longos. Embora tenha perdido um pouco da criatividade no final, a serie nunca deixou os fãs na mão (John Doggett não era Fox Mulder mas era legal), haviam muitas perguntas mas tudo foi respondido (duas vezes!). Fazer uma edição especial de ARQUIVO X é algo complicado, bebê alienígena, dia da colonização, Cassandra Spender, o teste de DNA do Canceroso, sabe, você não precisa saber de nada disso. Já conhece a série? Legal. Nesta edição especial vou fazer uma introdução pro pessoal que ainda não conhece ARQUIVO X (e que acha que Lost é a coisa mais original do mundo).
Assim fica até mais fácil pra mim, em certos momentos a tal da grande conspiração fica confusa demais. Agora pegue um saquinho de sementes de girassol e se acomode, porque a verdade está no CHP.

Canceroso ou Smoking Man?

Quando conheci o seriado, ele era exibido na rede Record. Então, obviamente, ele estava em versão dublada. Depois que assinei o cabo em 1996, passei a ver a serie na Fox, também dublada. E foi assim até o final. Mesmo com as opções de áudio dos dvds, eu só vejo ARQUIVO X em versão dublada. Dubladores mudam quase que o tempo todo, até o agente Mulder mudou de voz, poucas vezes mas rolou, apenas Scully tem uma dubladora oficial (Juraciara Diácovo) que nunca deixou a serie. Sempre que ouço sua voz em outras produções me lembro da personagem, até mesmo na curta mensagem que ouvimos no telefone em ''os Simpsons'' - os dedos que você usou para discar são gordos demais... Então dê uma chance pra dublagem, eles não decepcionavam naquela época.


OS PERSONAGENS


"Nós mandamos homens para o espaço para abrirem as portas do universo, mas não sabíamos o que havia por trás delas" (Fox Mulder)
Fox William Mulder, formado em psicologia em Oxford, entrou para o FBI em 1986. É o responsável pela reabertura do arquivo X, seção do FBI para onde vão os casos relacionados com eventos sem explicação (paranormalidade, OVNIs, espiritismo, etc), considerado por muitos como suicídio profissional.
Em 6 de março de 1992, o chefe de sessão Blevins, sob o pretexto de verificar a validade do trabalho de Mulder, designou a agente Dana Scully para espioná-lo. Scully percebeu que o trabalho de Mulder não era simples perda de tempo logo no primeiro caso, mesmo tendo um ponto de vista diferente sobre os fatos investigados.
O Interesse de Mulder pelos Arquivos X surgiu quando, em uma regressão hipnótica, descobriu que sua irmã Samantha teria sido abduzida por alienígenas, sendo ele a única testemunha. O agente tem certeza de que sua irmã foi abduzida por alienígenas, enquanto ele foi paralisado pela mesma força desconhecida, e sua memória foi alterada. Ele crê que forças extraterrestres, talvez auxiliadas por organizações governamentais corruptas, estejam visitando continuamente este planeta. Essa crença fora do comum fez com que seus colegas lhe dessem o apelido de "O Estranho". Ele não costuma associar-se muito com outros agentes, a não ser com sua parceira, a agente Dana Scully.
O verdadeiro paradeiro de Samantha é um dos maiores mistérios do seriado. Mulder já encontrou vários clones da irmã, em versão adulta ou ainda criança. Em um determinado episódio os roteiristas decidiram dar um fim a isso e Mulder pôde se despedir da irmã (algum tempo depois tocaram novamente no assunto, pff).
Os pais do agente Mulder também fazem parte da grande conspiração, guardando segredos terríveis do filho.
Mulder descobriu os arquivos X ao lado da agente Diana Fowley, que foi sua namorada na academia do FBI. A moça só deu as caras no final da quinta temporada. Os Arquivos X são os casos sem solução (por razões que fogem da lógica) do FBI, que foram agrupados na gaveta da letra X em um arquivo, uma vez que havia espaço de sobra dentro dela.

MOMENTO MEMORÁVEL: Mulder se despede do fantasma de Samantha, ou algo parecido.
MOMENTO MEIGO: Quase beijou Scully no primeiro filme.



Sobre David Duchovny
O seriado era um sucesso, depois de cinco anos pintou um filme, e a produção se mudou do Canadá para Los Angeles, assim, David pôde ficar mais próximo de sua esposa. Mas no final da sétima temporada o cara entrou com um processo judicial contra o canal Fox (por conta da redistribuição do seriado para outros canais. O ator deveria ganhar 5% dos lucros). E aí ele resolveu pular fora do seriado. David queria investir numa carreira na tela grande. A partir daí, seu personagem aparecia ocasionalmente na série, porque ele havia sido abduzido por aliens. Voltou sem graça e sem vontade alguma na última temporada e depois se internou, por conta própria, numa clínica para viciados em sexo.



"A verdade está lá fora, mas as mentiras também" (Dana Scully)
Ela é o extremo oposto de Mulder: enquanto ele crê até em Papai Noel, Dana Katherine Scully é incapaz de acreditar na existência de fantasmas mesmo que um deles esteja bem diante de seus olhos. Para ela, tudo pode ser explicado pela ciência. É tão cética que foi designada para analisar o trabalho de Fox Mulder, questionando Mulder em suas ações.
Desapontou os pais ao renunciar a profissão de médica e foi trabalhar no FBI.
Inicialmente designada por seus superiores para desacreditar as investigações de Mulder nos arquivos X, Scully se transformou na sua principal aliada.
Nas primeiras temporadas, Scully seguia sempre o mesmo padrão. Ela não podia presenciar as mesmas coisas que o agente Mulder. Era algo do tipo: depois que o mutante do inferno transubstancial virou fumaça na frente do Mulder, Scully pinta no pedaço. Sempre atrasada, perdia o melhor da festa. Mas isso era necessário, o ceticismo de Scully fazia parte do seriado, tinha que servir de ponto de equilíbrio para as maluquices do agente Mulder. E, é claro, tinha o lance da tensão sexual. O próprio Chris Carter chegou a dizer que nunca faria Mulder namorar Scully, ele gostava do relacionamento que eles tinham na tela. Mas acabou mudando de ideia só pra alegrar os fãs.

MOMENTO MEMORÁVEL: Scully encontra uma nave espacial na praia.
MOMENTO MEIGO: Quase não conseguiu esconder o ciúme quando Mulder paquerou uma entomologista chamada Bambi.



Sobre Gillian Anderson
Uma das melhores atrizes da década de 1990, indicada ao Globo de ouro (pelo seriado) por quatro anos seguidos (ganhou um prêmio em 1997). Quando ficou grávida teve que se ausentar do seriado, por alguns meses, mas na série foram poucos episódios. Durante esse tempo, Scully foi abduzida por extraterrestres e Mulder estava procurando desesperadamente por ela. Quando ela voltou, trazia uma surpresinha implantada em sua nuca.
Eu me lembro de dois momentos legais da atriz no seriado. Teve um episódio onde a equipe de dublês calculou mal a velocidade dos carros e aconteceu uma batida feia. Gillian se assustou, olhou pros carros, checou se estavam todos bem, sem sair da personagem, e depois continuou a cena. Outro momento legal foi quando ela foi perseguida pela câmera, durante vários minutos, enquanto andava pelo prédio do FBI. Ela tinha que descer pelo elevador, até o porão, e entrar num carro, e precisava evitar outros personagens pelo caminho, em vários andares. Tudo isso numa única tomada !!!
Gillian já assumiu ser bissexual.


Diretor assistente Walter Skinner
Quando Skinner surgiu, ele era quase um vilão. Parecia fazer parte do Sindicato (já chego lá) e até conhecia o Canceroso (tá com pressa?). Mas depois descobrimos que Skinner não estava por dentro de tudo. Ele se tornou um aliado de Mulder e de Scully. Ele queria ajudar mas levou um tempo pra conquistar a confiança dos agentes. Protagonizou vários episódios, foi chantageado pelo Krycek por conta de uma doença via controle remoto e se tornou o protetor de Mulder e de Scully no FBI, desafiando seus superiores.

MOMENTO MEMORÁVEL: Mitch Pileggi sem camisa, super sexy.
MOMENTO MEIGO: Mulder, Scully e Skinner, todos ao telefone em suas respectivas banheiras.


O Sindicato
Um grupo de homens misteriosos que está por dentro de tudo. Eles estão no centro da grande conspiração. Sabem tudo a respeito dos alienígenas e estão tentando tolerar as investigações do agente Mulder. Isso porque Mulder tem um papel importante nessa história toda. Sempre que Mulder chega perto da verdade, o Sindicato pega pesado com ele, colocando sua mãe, ou a agente Scully, em perigo. Mas a paciência do Sindicato tem limites, já tentaram eliminar o agente Mulder algumas vezes. Os homens do Sindicato precisam decidir de que lado vão ficar, eles vão cooperar com os aliens ou vão lutar contra a invasão que se aproxima?



O Canceroso
Esse é o maior vilão da série. É chamado de Canceroso porque está sempre fumando. Começou como um cara qualquer do Sindicato dentro do FBI, fumando num canto (episódio piloto). Depois ganhou mais espaço, ele não precisava abrir a boca, apenas ficava no escuro, fumando e observando. Como membro do Sindicato ele está por dentro de tudo, e adora fazer joguinhos com o agente Mulder (com quem tem uma ligação especial). Ele é o cara que dá sumiço nas provas, tem uma enorme rede de informantes em vários governos. Ele tem seus próprios negócios e seus planos são uma ameaça até pro Sindicato. É o cara que controla o caçador de alienígenas (nem pergunte) e seu passatempo favorito é voltar dos mortos.

MOMENTO MEMORÁVEL: Rolou escada abaixo e depois levou um míssil na fuça.
MOMENTO MEIGO: No hospital, pegou na mão da senhora Mulder por alguma razão.



Alex Krycek
Ele foi chamado para ser o parceiro de Mulder, mas logo ficou claro que ele trabalhava para o Canceroso. Depois que a divisão dos Arquivos X foi fechada (e também ocorreu a abdução de Scully) essa era a melhor forma que o Canceroso tinha para controlar as ações de Mulder.
Só que isso não deu certo, porque suas intenções foram reveladas quando Alex ajudou os soviéticos no sequestro de Mulder.
Reapareceu para matar o pai de Mulder, o que o transformou em um de seus maiores inimigos. Participou do atentado contra Scully, que teve como vítima sua irmã Melissa. Depois de vários desentendimentos que o levaram a perder seu braço esquerdo (aquela cena me deixou traumatizado por vários meses) e ser exposto ao Óleo Negro (coisa de alien), Krycek voltou a trabalhar para o ''Homem das Unhas Bem Feitas'' (um dos homens mais poderosos do Sindicato), mesmo que a contragosto.
Começou a liderar um misterioso grupo dentro da antiga União Soviética, que controla o mortal "óleo negro" e conduz experiências em russos. Ele é um impiedoso assassino, não é fiel a ninguém, e sobrevive vendendo seu conhecimento, e serviços, pra quem pagar mais.

MOMENTO MEMORÁVEL: Quando seu braço foi amputado, brrr, nunca mais quero rever aquilo.
MOMENTO MEIGO: Fox Mulder, paixão não correspondida???



Os Pistoleiros Solitários
Frohike (especialista em fotografia e vigilância. E apaixonado pela agente Scully), Langly (especialista em comunicações) e Byers (especialista em sistemas e em informações militares) são os Pistoleiros Solitários. Eles publicam um jornal de mesmo nome revelando as maiores conspirações da história, o Pé Grande, o assassinato de Kennedy, o micro filme que o governo coloca dentro do dinheiro para rastrear as pessoas ... (opa, nosso dinheiro também tem isso). Eles adoram ajudar o agente Mulder em suas investigações e servem de alívio cômico pro seriado. Os Pistoleiros acabaram ganhando sua própria série, mas ela não durou muito. Aí eles voltaram pro ''arquivo X'' e, para a tristeza dos fãs, tiveram um fim trágico. Eu disse que faltava criatividade nas últimas temporadas.




Os Informantes do agente Mulder
Esse pessoal costuma ser uma mão na roda, mas muitos têm uma vida bem curta. Na primeira temporada  Mulder seguia as dicas do Garganta Profunda (esse cara sabia muita coisa). Depois veio o X. Ele fazia o tipo valentão e sua vida estava sempre em perigo, quer dizer, visitar o agente Mulder sempre colocava sua vida em risco, logo, X vivia de mau humor. Antes de sumir do mapa, ele levou Mulder até Marita Covarrubias, sua terceira informante. Ela trabalha para o governo e quer as mesmas respostas que Mulder, no fim das contas ela era uma informante bem desinformada. Depois pintou o senador Matheson, um poderoso aliado de Mulder. Ele estava presente no começo da série, suas aparições eram raras, e voltou à ativa apenas na sexta temporada.



John Doggett e Monica Reyes
Após o sequestro do agente Mulder (ou, após a picuinha do Duchovny contra a Fox), Scully ganhou um novo parceiro. John foi um policial em NY e entrou para o FBI após a morte do filho (um misterioso caso a ser resolvido). Agora que Scully estava por dentro dos fatos (ela não podia mais negar algumas evidências) John se tornou o membro racional da dupla, deixou o seriado um pouco mais físico e realista (Robert Patrick deu um show no episódio em que John acorda sem memória no México). E mais tarde ele ganhou Monica Reyes como parceira, Scully (num estado delicado) se tornou a conselheira da dupla, tudo para manter o seriado nos eixos originais. Pena que isso não durou, os fãs não perdoavam a ausência de Fox Mulder, os episódios ainda eram bons mas pouca gente estava acompanhando. Quando Mulder voltou, John e Monica foram colocados num canto até o episódio final.



Agente Spender
Jeffrey Spender é um dos personagens mais azarados do seriado. Se tornou o responsável pelos arquivos X (ao lado de Diana Fowley) quando Mulder e Scully foram afastados. Sua mãe, Cassandra Spender (a paciente X), já foi abduzida várias vezes e agora está meio maluca. Jeffrey não acredita nas histórias de sua mãe e segue ordens do Canceroso dentro do FBI (através de cartas anônimas). Ele cresceu ao lado de Samantha Mulder na Califórnia e foi abandonado pelo pai quando tinha 12 anos. Na série, Jeffrey descobriu a terrível verdade sobre seu pai, levou um tiro na cabeça e três anos depois voltou bem desfigurado, ah, e descobriu que tem um meio irmão famoso.


FAMOSOS OU PERTO DISSO

Hoje você vê o seriado e encontra muitos famosos que não eram famosos naquela época. Gente como BD Wong, Jack Black, Lucy Liu, Luke Wilson, Seth Green, Shia LaBeouf, o seriado não costumava chamar gente famosa (Bruce Campbell, Lily Tomlin e Jodie Foster fizeram participações especiais). Mas houve uma vez em que tentaram convidar a cantora Cher e ela recusou. Como ela era essencial para a trama, uma dublê foi usada. E quando o episódio ''Prometeu pós moderno'' foi ao ar, dizem, Cher gostou tanto da história que se arrependeu de não ter topado.


ATIVIDADE PARANORMAL


Tirando os episódios que falavam sobre a grande conspiração, a série trazia vários outros com uma trama que tinha um começo, um meio e um fim. Eram os MDSs (Monstro Da Semana). Normalmente trazia algum tipo de mutante, já houve vampiros e lobisomens também, um cara que queria tirar uma foto da própria morte, uma tatuagem falante, homens que evoluíram para se esconderem na floresta, fungos gigantes, insetos malucos e outras espécies ainda desconhecidas pela ciência. Eugene Tooms apareceu duas vezes, coisa rara. Ele podia esticar seu corpo e entrar em qualquer espaço apertado, e também se alimentava de fígados humanos cada vez que despertava de uma hibernação de trinta anos.

O GOVERNO NEGA TER CONHECIMENTO


A grande conspiração envolvia os alienígenas. Eles estão circulando por aqui há milhares de anos, como foi visto no primeiro filme. E eles trouxeram o óleo negro, uma espécie de doença. O Sindicato precisa decidir se vai ajudar os aliens durante a invasão, criando híbridos humanos-alienígenas ou se vai ficar do lado dos aliens rebeldes, que querem nos ajudar. Encontrar uma cura para o óleo negro é a melhor opção, o Sindicato teria uma vantagem sobre os colonizadores. A grande conspiração também explica outras conspirações que existem na vida real, do caso Rosswell ao verdadeiro propósito da vacina contra a varíola. 


A VERDADE ESTÁ LÁ FORA


Depois que a grande conspiração foi desmascarada, a série seguiu por outro caminho sem grandes revelações. Mostrando os enfrentamentos das duas facções alienígenas. No final uma data importante foi revelada pelo Canceroso. Infelizmente já passamos por essa data, o filme de 2008 nem tocou no assunto e desde então estão prometendo um terceiro filme que deverá retomar essa trama.

UNIVERSO EXPANDIDO


Eu vibrei quando David e Gillian foram parar nos Simpsons. Aqui no Brasil o episódio foi dublado pelos mesmos dubladores do seriado, mó respeito pelos fãs. A Fox promoveu um concurso e eu ganhei uma camisa.
 

Arquivo X também foi parar nos gibis, chegou a ser publicado no Brasil mas não foi muito longe. A série estava sempre presente na extinta revista ''Sci-fi news'' e já virou video game. Boa parte de seu universo expandido é formada por livros.


Dez episódios ganharam uma novelização. E surgiram também histórias originais. A editora Unicórnio Azul publicou 4 livros em 1996. O mais interessante deles chega a ser RUÍNAS, de Kevin J. Anderson. Quando vi o quarto Indiana Jones no cinema, me lembrei deste livro. Isso, pensei, não é Indiana Jones, é Arquivo X. Na trama, Mulder e Scully vão até o México atrás de uma equipe de arqueólogos americanos que desapareceu durante a descoberta de uma antiga cidade maia. Eles enfrentam uma quadrilha de contrabandistas de relíquias e depois Mulder descobre que a pirâmide maia é um disco voador. E nós vemos o mesmo final do quarto Indiana Jones. Como de costume, Scully perdeu o melhor da festa (ela não pode acreditar, ainda não) mas viu a estranha criatura que surgiu no final.

OS FILMES


ARQUIVO X: O FILME (1998)
A expectativa era grande. Todos esperavam ver respostas neste filme, várias delas. O roteiro foi impresso num papel vermelho que era impossível de ser copiado, quer dizer, tudo nos levava a crer que o filme traria grandes revelações. Não fugiu muito da maldição do ''episódio estendido'', o próprio seriado já se parece com um filme, mas aproximou Mulder e Scully fisicamente, mesmo que de brincadeirinha, pra mexer com os fãs. O final acabou sendo satisfatório (copiando ''ruínas''?) e a trama seguiu em frente na sexta temporada.
Vale a pena mencionar o trabalho bem feito da Fox naquela época, eles exibiram a quinta temporada no Brasil no momento certo. Ninguém perdeu nada, após o último episódio a gente foi pro cinema.

ARQUIVO X: EU QUERO ACREDITAR (2008)
Um novo filme, seis anos após o final do seriado. Nenhum fã poderia reclamar disso. Masssss, foi apenas um episódio MDS. Sem nenhuma ligação com a grande conspiração. E os vilões eram, tipo assim, gays. Me lembro da comunidade GLS (a sigla era bem curta na época) norte americana condenando o filme por conta disso. Até para um arquivo X a trama era bem difícil de engolir. Foi um episódio estendido bem fraquinho.


O X DA QUESTÃO


1 EPISÓDIO NOJENTO (O LAR)
E aí tem essa família que pratica incesto há gerações, todos são grotescamente deformados. Restam três rapazes e a monstruosa mãe que vive embaixo da cama. O episódio começa com um recém nascido sendo enterrado vivo.

1 EPISÓDIO ENGRAÇADO (VAMPIROS)
Esse é o episódio que mais me faz rir. Ele começa do final. Mulder e Scully contam suas versões do ocorrido. Eles podem ir pra cadeia porque Mulder matou um rapaz achando que ele era um vampiro. As duas versões da história têm diferenças sutis e engraçadas. Uma delas é o xerife gato Luke Wilson, Scully se apaixonou pelo bonitão e Mulder o vê como um sujeito burro e de dentes saltados.

1 EPISÓDIO ASSUSTADOR (FEITIÇO)
Scully está sozinha desta vez, quando um arquivo X surge na sua frente. Uma mulher que é chamada por todos na vizinhança de bruxa. Na verdade, a culpada de tudo é a boneca macabra que sua filha está sempre carregando. Ela abre os olhos e diz: eu quero brincar. E aí alguém se dá mal. Cena forte + trilha musical alegre, isso virou um padrão que é usado até hoje, em filmes e em seriados de terror. Esse episódio foi escrito pelo mestre Stephen King.

1 EPISÓDIO NOJENTO AO EXTREMO (O DOM)
É a última temporada. Mulder ainda não voltou mas nós o vemos num flashback. Scully e Doggett encontram um homem-criatura que devora pessoas doentes, ainda vivas, e depois regurgita tudo num buraco, e aí a pessoa se refaz, completamente saudável, num casulo visceral. Mulder procurou a criatura para se livrar de um problema mental que adquiriu na sexta temporada ao entrar em contato com um artefato alienígena (biogênese)

1 MDS REALMENTE DESCONCERTANTE (O VINGADOR)
Esse pequeno indiano não tem pernas, para se locomover ele usa um carrinho cheio de rangidos (foto). Ele tem o poder de entrar em sua mente e te fazer acreditar que ele não está na sua frente, e assim ele fica ''invisível''. E aí o carinha entra no corpo da vítima através do ânus e ''veste'' o cadáver como se fosse uma roupa e sai andando por aí.

1 EPISÓDIO COM UM PREFÁCIO BEM MALUCO (DO ESPAÇO SIDERAL)
Dois adolescentes, que estão dentro de um carro, são abduzidos por dois alienígenas pequenos e cinzentos (o tipo clássico). E de repente surge um terceiro alien, de outra raça, e nenhum dos dois sabe o que está acontecendo. O terceiro bicho, feito em stop motion, foi uma homenagem ao artista Ray Harryhausen.

1 MDS BEM DECEPCIONANTE (A MALDIÇÃO DA MÚMIA)
Quem é o monstro da semana? Gatinhos! Vários gatinhos lindos e fofinhos. Eles estão sendo controlados por uma múmia. O terror aqui foi igual a zero.