28.12.14

O DESAFIO DOS POUCOS SUPER AMIGOS


Até os anos 1990, era comum ver atores de tv migrando para o cinema, mas pouca gente fazia o oposto. Na virada do século, muitos atores de cinema descobriram a tv, fazer tv não era um retrocesso no fim das contas. Normalmente, a gente vê uma celebridade qualquer na tela grande uma ou duas vezes ao ano, e agora podemos vê-los na tv toda semana, o público adorou isso.
Mas o casamento entre o cinema e a tv não existe na Warner por alguma razão. O que aconteceu com ''dar para o público o que o público quer''? Quando ''Superman o retorno'' foi anunciado, começaram a dizer que a gente veria o Tom Welling no filme, no papel do jovem Clark Kent. Seria perfeito, ''Smallville'' estava fazendo muito sucesso na tv. Hoje nós temos o ''Arrow'' e o ''The Flash'', que estreou este ano, mas será que ainda vamos ver o Stephen Amell ao lado do Henry Cavill e do Ben Affleck (acho que ele não vai durar muito na franquia) na tela grande?
Eis o problema, a Warner não é uma grande e feliz família. Em 2018 teremos o filme do Flash. Se o seriado ainda estiver rolando, deverá estar na quinta ou sexta temporada. Mas na tela grande você vai ver o Ezra Miller, e não o bonitinho do Grant Gustin (hoje eu vi ele só de cuecas num beco, brrrr). 




Será que eles não entendem que a série pode ajudar o filme e vice e versa? No começo do ano, eles cancelaram o seriado da Mulher Maravilha (que já estava em pré produção), optando por apresentar a heroína no filme ''Batman V Superman'', como coadjuvante (fala sério, ela é tão poderosa quanto o Sups e não tem as fraquezas dele). A apresentação da moça pode prejudicar o ritmo do filme (opa, vamos ver três origens nesse filme).
Outra coisa chata são os reboots. Se o filme do Aquaman ... bom... naufragar, eles vão fazer um reboot. O reboot do Lanterna Verde vem aí, e eu acho isso uma péssima ideia. Solta um Lanterna Verde 2 com o Rey Rey (ou outro ator, tudo bem), com outro diretor, corrigindo os erros do filme anterior e pronto, ele já vai estar no ponto pro filme da Liga da Justiça.
A Warner está morrendo de medo, não quer fazer apostas arriscadas. Mas já acertou a mão em algumas coisas e deveria pegar essas coisas boas e uni-las num projeto qualquer. Se o Rey Rey estiver presente no filme da Liga como Lanterna Verde, as pessoas vão dar uma nova chance para o filme de 2011 (ou você prefere esperar pelo reboot de 2020?). Esse lance de abandonar filmes ruins, e começar tudo de novo, é um negócio caro, demorado, e nós já estamos cansados disso.


Minha Liga da Justiça

Superman - Henry Cavill
Batman - Ben Affleck
Mulher Maravilha - Gal Gadot
Aquaman - Alan Ritchson (o Aquaman de Smallville, mas o Jason Momoa já foi escalado)
Lanterna Verde - Ryan Reynolds (o povão quer Nathan Fillion)
Flash - Grant Gustin
Arqueiro Verde - Stephen Amell
Cyborg - Michael B Jordan
Canário Negro - Caity Lotz (falta mulher nessa equipe)

1 comentário:

Anónimo disse...

trocando de franquia....

poderia passar na escolinha Marvel de Aventuras. Já vimos a Peggy Carter (mesma atriz) rodando meio mundo antes do seriado dela nascer. E depois do seriado sendo ele bom ou ruim, ela ainda aparece no 'Homem Formiga' e 'Era de Ultron' se não me engano.


Agora imagina só o sonho que seria ver Chris E. aparecendo em Agent Carter? Imagina, toda semana?
ai ai *brilha_olhos*