26.12.14

DIGA ''SIM'' ÀS DROGAS


E de alguma forma, esse filme conseguiu conquistar uma legião de fãs. Não gosto de falar mal do David Lynch, mas caramba, dá pra ver que muita coisa aqui tá artificial demais. O cara colocou em CORAÇÃO SELVAGEM vários daqueles momentos malucos, e personagens estranhos, que podemos encontrar em algumas de suas produções, mas foi de um jeito forçado demais pro meu gosto. Talvez ninguém tenha notado esse tipo de coisa em 1990, algumas dessas estranhezas simplesmente não se encaixam em ponto algum da trama, mas o diretor empurra elas na frente da câmera sem desculpas. O filme não tem o clima certo.
Nicolas Cage é Sailor, um cara que está atravessando o país com a namorada Lula (Laura Dern). Eles estão fugindo da mãe dela. A mulher é louca e está envolvida com gente da pesada. Ela coloca um assassino de aluguel na cola de Sailor, para ter Lula de volta. Com seu carro conversível e seu casaco de pele de cobra, Sailor tenta chegar na Califórnia com Lula enquanto outros assassinos de aluguel são informados a respeito da recompensa.
Willem Dafoe e Isabella Rossellini são dois dos personagens estranhos que surgem pelo caminho. Quentin Tarantino faria um filmão com esse material.
CORAÇÃO SELVAGEM tem algumas doses de violência e de humor negro, bem negro. Sherilyn Fenn aparece numa pontinha, Sheryl Lee (a Laura Palmer de ''twin peaks'') pinta no final quando o filme não se preocupa mais com os seus próprios absurdos e aí temos um desfecho que é algo entre o romântico e o ridículo. O filme é a cara de sua época, só acho que envelheceu mal.











FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: wild at heart
ANO: 1990
PAÍS: eua
DURAÇÃO: 125 min
DIRETOR: David Lynch
ELENCO: Nicolas Cage, Laura Dern, Willem Dafoe, Crispin Glover, Diane Ladd e Isabella Rossellini
PRÊMIOS: indicado para o Oscar de melhor atriz coadjuvante (Ladd).

Sem comentários: