4.11.14

GALERIA DO TERROR


O filme é de 2002. Ele poderia ter lobisomens digitais se quisesse, mas nós vemos bonecos e pessoas fantasiadas. E eu acho que esse é o maior charme do filme. Ele é europeu e não quer seguir nenhum padrão hollywoodiano. A morte do cachorro no começo do filme mostra que o clima é meio pesado, mas ele fica quase pipoca perto do final. É um terror do tipo ''merda acontece'', não quer passar nenhuma mensagem, não tem heróis, apenas a boa e velha carnificina.
Em DOG SOLDIERS - CÃES DE CAÇA, acompanhamos um grupo de militares numa floresta, com munição de mentira, fazendo um exercício de guerra. Não demora muito, e eles percebem que a coisa é muito séria. Traídos por seus superiores, os homens descobrem que o pelotão está sendo usado como isca. Um dos soldados fica gravemente ferido e eles precisam fugir do local. 
Anoitece, e é lua cheia, e o filme deixa o gênero ''guerra'' de lado e vira um ''terror''. O pessoal vai parar numa casa, no meio do nada pra variar, onde mora uma zoóloga. E aí, a casa é cercada por lobisomens. Lembra bastante o primeiro filme do ''Predador'' e depois vira um ''A noite dos mortos vivos''. O pesadelo deverá acabar ao nascer do sol.














FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: dog soldiers
ANO: 2002
PAÍSES: reino unido, luxemburgo, eua
DURAÇÃO: 105 min
DIRETOR: Neil Marshall
ELENCO: Sean Pertwee, Kevin McKidd e Emma Cleasby.

Sem comentários: