28.9.14

CHP CLASSIC


Esse filme mexeu comigo quando eu era criança. Vi VIAGEM FANTÁSTICA pela primeira vez na tv. Quando pintou uma reprise, gravei o filme numa fita. Quando pintou outra reprise, gravei por cima, mas desta vez sem os intervalos comerciais (a gente chamava aquilo de ''reclame''), porque eu havia descoberto que podia usar o botão pause durante a gravação. Aí revi o filme várias vezes. Me ajudou bastante num trabalho para a escola. Quando apareceu o dvd, vi o filme pela primeira vez no áudio original, e sem cortes. O dvd não traz a dublagem da época, mas tudo bem, só quero saber dos efeitos especiais. O ano era 1966 e esse filme mostrava sequências de cair o queixo. E o filme envelheceu bem, hoje a gente nota alguns ''defeitos especiais'', mas eles são poucos. Eu adoraria ver um making of desse filme, em alguns momentos você olha e diz ''ok, é uma piscina gigante'', mas tem alguns efeitos (pré cgi) que ainda não consigo explicar.
Na trama, um diplomata sofre uma tentativa de assassinato após deixar a Rússia e um coágulo aparece em seu cérebro. A única forma de salvar esse cara é usar uma máquina que encolhe objetos. Uma equipe médica vai entrar num submarino que será miniaturizado e inserido no corpo do homem. O pessoal vai passar pelos pulmões, pelo coração, eles vão subir até o cérebro e vão usar um laser para destruir o coágulo. Impagável o momento em que eles estão no ouvido interno e uma enfermeira, ao lado do paciente, derruba uma tesoura no chão.
O filme ganhou uma ''nova versão'' em 1987 chamada ''Viagem insólita''. Mais puxada para a comédia e com Dennis Quaid exibindo seu fantástico bumbum. Em 1998, um remake do filme de 1966 foi prometido, o diretor seria James Cameron, o rei do mundo naquela época. Mas o projeto foi abandonado. O diretor resolveu investir no Homem Aranha, e isso também não foi pra frente.












FICHA TÉCNICA:

TÍTULO ORIGINAL: fantastic voyage
ANO: 1966
PAÍS: eua
DURAÇÃO: 100 min
DIRETOR: Richard Fleischer
ELENCO: Stephen Boyd, Raquel Welch e Edmond O'Brien
PRÊMIOS: vencedor de 2 Oscars (efeitos especiais, direção de arte)

1 comentário:

Anselmo disse...

Não lembro de ter visto o original, já o remake nem da pra contar as vezes que vi.