7.12.09

ABRAÇOS PARTIDOS

Eu tenho que dizer que já havia desistido de Pedro Almodóvar faz um tempo, desde 'tudo sobre minha mãe' mais ou menos. E depois que ele pegou Penelope Cruz sob sua asa a coisa complicou. Ela é legal, mas em grandes doses não dá. Então os dois estão juntos novamente em ABRAÇOS PARTIDOS e o filme não é ruim, é um Almodóvar mais maduro e Penelope tem até seu momento Audrey no filme. A trama se passa em 2008 com constantes flashbacks de 1992 contando a história do escritor e diretor Harry Caine (note bem esse nome) e de Penelope que acaba por entrar na vida do cara mais tarde, então o filme passa a ser sobre os dois.

Mas há pouca coisa no filme que se pode chamar de 'um filme de Almodóvar', mas ele está lá. Como se fizesse uma homenagem a si mesmo há um filme dentro do filme, e esse filme se chama 'garotas e malas'. Bastam alguns minutos desse filme lá no final para você ver o bom e velho Almodóvar de antigamente. Mas o filme principal também agrada, embora seja só drama e nada de humor, seja em 2008 ou em 1992 eu gostei do modo como ele foi editado, guardando segredos e acontecimentos importantes por longos minutos enquanto mostra o passado e o futuro ao mesmo tempo, se estende um pouco no final porque você pode pensar que o filme é de Penelope Cruz e ela deve estar presente o tempo todo, mas o filme é sobre o personagem de Lluís Homar, o tiozão mais sexy do ano.

7 comentários:

ALESSANDRO disse...

seios
seios
seios
muitos seios á mostra pro meu gosto

ah titio almodóvar não faz esse tipo de coisa não, eu estava comendo pipoca

Rafael Marves disse...

Escolha as suas armas!
[Como ousa criticar titio Almodovar].

Anónimo disse...

Escolha suas armas! (2)
(Como ousa criticar Almodóvar)

R.

ALESSANDRO disse...

eu escolho um sabre de luz

pedrinho se perdeu faz alguns anos, costumava escrever histórias mais legais, não gostei do volver tipo sexto sentido, fala sério

Rafael Marves disse...

Escolha o local!
[Como ousa AINDA criticar titio Almodovar]. (2)

ALESSANDRO disse...

eu escolho a cúpula do trovão

a cena do cara entrando na vagina gigante me deu nojo

Marcelo Doni disse...

Almodóvar continua criativo nesse filme